Qual carro aventureiro é mais utilitário?

Veja quais são os melhores veículos com visual off-road em situações urbanas, onde mais são usados

A categoria dos aventureiros não para de crescer | Imagem: divulgação

A categoria dos chamados “carros aventureiros” às vezes brinca com a lógica e a razão e soa como algo incompreensível, afinal de que adianta ter um automóvel com cara de jipe se ele não pode fazer o que um jipe faz? Essa pergunta pode não ter resposta, mas gera (alguns severos) questionamentos sobre a real utilidade de um carro desses. Mas será que é assim mesmo?

Os veículos com o estilo off-road são sempre variações de modelos convencionais, 100% adaptados ao meio urbano. Terra não é com eles. Apesar disso, algumas dessas modificações em certos carros até surtem algum efeito.

Muitos dos modelos aventureiros têm a suspensão elevada, no intuito de torná-los mais vistosos e ganhar alguma capacidade extra para enfrentar um trecho de terra ou uma via com asfalto irregular, esburacado e repleto de lombadas. Conhece esse cenário? Pois bem, a “aventura” desses carros é na cidade e seu caos.

Outro atrativo além da suspensão mais alta é o bom nível de equipamentos que esses carros já trazem de série e a possibilidade de carregar mais bagagem, no caso em racks no teto. Esses modelos também quase sempre são oferecidos somente nas opções de motorização top de linha da série e o visual incrementado, algumas vezes, acerta a mão. Em outros casos, não.

Para entender melhor a categoria, selecionamos os três melhores veículos da categoria em situações urbanas, onde são mais utilizados. Dividimos a eleição em cinco quesitos: altura do veículo em relação ao solo, capacidade do porta-malas, visual, equipamentos e motorização. Acompanhe a seguir:

Porta-malas

Fiat Doblò Adventure
Fiat

A multivan Doblò Adventure possui o maior porta-malas da categoria, com capacidade para 665 litros

Quando o objetivo é transportar toda a família e muita bagagem, nada mais apropriado do que uma minivan. Esses carros têm interior amplo, porta-malas generosos e, se for da “turma da aventura”, também pode levar mais carga no rack do teto. Nesse quesito, levando em consideração a capacidade do bagageiro, os melhores são o Fiat Doblò Adventure, que pode comporta 665 litros em seu compartimento, seguido de Citroën Aircross (403 litros) e Nissan Livina X-Gear (449 l).

Altura em relação ao solo

Citroën Aircross
Citroën

A minivan Citroën Aircross é o carro aventureiro mais alto do segmento, com um vão livre de 0,230 mm

Um bom vão livre entre o assoalho do carro e o solo é bom para percorrer estradas de terra ou então andar pelo asfalto acidentado do Brasil com maior segurança. Boa parte dos carros aventureiros cresce alguns centímetros quando passa pela transformação “off-road” com molas e amortecedores mais compridos, além de receber rodas e pneus maiores. Os mais altos da turma, no caso, são os modelos Citroën Aircross, com um vão de 0,230 mm, Fiat Doblò Adventure, com 0,223 mm, e o Hyundai HB20X, que tem um vão de 0,205 mm. As versões “normais” dos mesmos carros têm, pela ordem, têm 0,200 mm, 0,161 mm e 0,165 mm de altura em relação ao solo.

Motorização

Fiat Palio Adventure
Fiat

Já a perua compacto Palio Adventure é o modelo mais potente do nicho, com motor 1.8 16V flex de 132 cv

Quem compra um carro aventureiro também está interessado em mais potência no motor e desempenho na estrada. Esses veículos, por sorte dos interessados, na maioria dos casos são oferecidos com os motores de maior capacidade da linha. Saem na frente neste quesito os modelos Fiat Palio Adventure, com o bom motor 1.8 16V E.torQ de 132 cv, seguido do HB20X 1.6 16V de 128 cv e o Honda Fit Twist, que conta com um moderno motor 1.5 16V i-VETEC (comando variável de válvulas) de até 116 cv.

Visual

Hyundai HB20X
Hyundai

Sem exageros, o Hyundai HB20X se destaca pela simplicidade no visual off-road e o design mais atual

A decoração dos carros com visual aventureiro varia bastante de acordo com a marca. A Fiat, que inaugurou a categoria em 1998, é a que está mais defasada nesse assunto. A linha Adventure acrescenta aos veículos enormes para-choques, plásticos enormes nas laterais, estepes pendurados na traseira... A moda atual está mais para o “clean” do que para o “carregado”. Levando em conta esses aspectos, os modelos mais bem resolvidos esteticamente, justamente pela simplicidade, são o Hyundai HB20X, VW CrossFox e o Renault Sandero Stepway.

Equipamentos

Citroën Aircross
Citroën

Mais um destaque para o Aircross, o único modelo do nicho com opção de GPS e teto solar panorâmico

Todos os modelos aventureiros atualmente já vêm de série com itens de série. Estão no monte airbags frontais, freios ABS, direção hidráulica e ar condicionado. Itens complementares e mais interessantes, no entanto, são opcionais. Desta forma podemos destacar o Citroën Aircross como o modelo com mais opções de itens. Ele é o único veículo da categoria que pode ser equipado com navegador GPS e teto solar panorâmico, recursos de grande valia para um verdadeiro aventureiro. O segundo modelo do nicho com mais opções de itens é o Doblò Adventure, que traz bússola e inclinômetros e ainda pode receber um sexto assento dobrável no porta-malas. Já a terceira sugestão pode ser o CrossFox, que possui uma boa lista de opcionais, com componentes como sensor de estacionamento, teto solar e um bom sistema de áudio com entradas auxiliares e USB.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!