Ray, um Kia que está longe do Brasil

Modelo urbano com formato de caixote é destinado ao mercado sul-coreano apenas. Mas não deveria

Kia Ray | Imagem: Divulgação

Nos últimos tempos, ver um protótipo ou uma novidade da Kia no exterior se transformava em certeza de lançamento no Brasil. Mas há exceções e o Ray deverá ser uma delas. O pequeno modelo urbano de formas retangulares foi revelado pela marca nesta semana, mas suas vendas deverão ser exclusivas no país. Pelo menos por enquanto.

Com proposta semelhante a dos “kei car” japoneses, o Ray é diminuto para não ocupar espaço nos grandes centros urbanos. Sem vocação para a estrada, o modelo pôde abusar do formato de caixote, que oferece espaço interno amplo, mas atrapalha a aerodinâmica, pouco exigida em velocidades baixas.

Com portas traseiras deslizantes, o Ray dá pinta de ser prático no uso diário, e também traz um visual agradável, fruto dos belos traços do designer Peter Schreyer. Em tempos de trânsito pesado nas grandes metrópoles, o Ray poderia, sim, ser uma boa opção em outros países como o próprio Brasil.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!