Sistema de compartilhamento de carros elétricos surge na China

Vending machine em forma de prédio-garagem cobra R$ 8 por hora pelo aluguel dos veículos

O carrinho leva até duas pessoas | Imagem: divulgação

Começou a funcionar em Hangzhou, na China, uma espécie de vending machine avançada, como de refrigerante e snacks, para interessados em alugar um carro elétrico para curtos trajetos. A iniciativa foi lançada pela Kandi Technologies, marca chinesa especializada na fabricação de veículos elétricos.

A máquina (um prédio garagem) funciona de forma automática e cobra R$ 8 por hora que o veículo for utilizado. Para retirar o carro basta fazer o pagamento com cartão de crédito e sair dirigindo. Depois é só entregar o veículo na mesma garagem ou em outro ponto pela cidade.

Veja mais: Carro chinês híbrido percorre 62,5 km com apenas um litro de gasolina

O carro oferecido pelo sistema é o Kandi KD-08, um subcompacto com porte semelhante ao do Smart Fortwo e também capaz de levar apenas duas pessoas. Segundo o fabricante, o veículo tem autonomia de 50 km e as baterias podem ser recarregadas na rede elétrica convencional. Mais adiante a empresa quer criar um sistema de troca de baterias, facilitando o reabastecimento elétrico, que é demorado.

O objetivo da empresa é expandir o projeto para outras grandes cidades da China, como Xangai e Pequim, aumentando a frota para 100 mil carros e construindo até 750 garagens automáticas. Até março, 50 pontos devem estar funcionando pelo país.

Recomendados por AUTOO

Youtube
Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Modelo ganhou novo visual e alguns equipamentos interessantes. Assista
Aviação
Maior avião brasileira está combatendo incêndios no Pantanal

Maior avião brasileira está combatendo incêndios no Pantanal

Embraer KC-390 da FAB pode ser convertido para avião bombeiro. Veja como funciona
MOTOO
Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Uma das maiores montadoras do mundo, a gigante indiana construiu fábrica própria em Manaus para produção de motocicletas