A Fiat segurou até os últimos minutos os preços do Cronos e não foi sem razão: o inédito sedã de fato surpreendeu e vai chegar ao mercado a partir de março com valores muito competitivos.

O Autoo escolheu avaliar logo de cara aquela que deverá ser uma das versões mais vendidas do sedã, no caso a Drive 1.3 manual. Nós sabemos que a predileção dos brasileiros por câmbios automáticos está aumentando cada vez mais, mas abordaremos a versão topo de linha Precision 1.8 automática em uma outra avaliação em breve.

Tabelado em R$ 55.990, o Cronos Drive 1.3 manual entrega um pacote de equipamentos bem aceitável. Além dos “obrigatórios” ar-condicionado, direção com assistência elétrica, travas e vidros elétricos, o Cronos nessa configuração também sai de fábrica com computador de bordo, volante multifuncional, sistema de monitoramento da pressão dos pneus e uma cada vez mais necessária central multimídia com tela de 7” e suporte aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto. Ela ainda traz no pacote uma segunda porta USB para os passageiros do banco traseiro alimentarem a bateria de seus smartphones, tablets, dentre outros. Uma boa iniciativa em tempos cada vez mais conectados.

Nós dissemos no começo do texto que o Cronos Drive 1.3 manual chega ao mercado muito competitivo e a prova disso é quando olhamos seus concorrentes. A versão mira claramente os sedãs compactos, portanto nada mais natural tomarmos o líder Chevrolet Prisma como referência. Ele parte de R$ 57.190 na versão LT 1.4 com um pacote de equipamentos equivalente ao Fiat. Mesmo assim, é uma diferença de R$ 1.200 a favor do Cronos. Outro rival, no caso o Hyundai HB20S, parte de R$ 52.630 em sua versão de entrada com central multimídia, mas utilizando motor 1.0. Com propulsor 1.6 e câmbio manual, o preço base do HB20S salta para R$ 59.230.

Mas não é só pelo custo-benefício que o Cronos se mostra uma compra mais interessante frente aos atuais sedãs compactos. Por se tratar de um modelo mais recente, o Fiat entrega aos seus clientes um design bem caprichado, um padrão aceitável em termos de acabamento interno na versão Drive 1.3 manual (sem nada muito refinado, porém bem concebido) e uma cabine ligeiramente mais espaçosa do que encontrado na dupla Prisma e HB20S.

Segundo a Fiat explicou, a plataforma MP-S, que também é usada pelo Argo, é do tipo modular e poderia ter o entre-eixos alongado nos mesmo moldes que a Volkswagen fez com o Virtus em relação ao Polo.

A decisão da engenharia, contudo, foi de não sacrificar o design e o comportamento dinâmico do Cronos, portanto ele manteve o mesmo entre-eixos de 2,52 m de comprimento presente também no Argo.

“Com o entre-eixos do Argo, você acomoda um passageiro de 1,85 m com bom espaço para a cabeça no banco traseiro. Se você aumentar o entre-eixos em 50 mm sem mexer no teto do carro, a altura limite do passageiro para ser transportado com conforto cai para 1,78 m e, se a gente aumentasse o entre-eixos em 100 mm, só passageiros com até 1,72 m ficariam no banco traseiro com conforto. Então a decisão de não mexer no entre-eixos também está relacionada com a habitabilidade da cabine”, explica Claudio Demaria, responsável pela área de engenharia da Fiat.

Fato é que a bordo do Cronos, em especial no banco traseiro, você não tem aquela sensação de amplo espaço interno, onde sobra área livre para as pernas como você nota em modelos como o Volkswagen Virtus, porém é inegável que, mesmo com meus 1,83 m de altura, consegui me acomodar no Cronos em qualquer uma de suas fileiras de bancos sem problema. Com o banco do motorista ajustado para minha posição de dirigir, se eu migrasse para o banco traseiro meus joelhos quase enconstavam no banco do motorista, porém não estava desconfortável.

É certo que, para não comprometer as proporções de design, se a Fiat quisesse ampliar o entre-eixos seria necessário mexer bem com a carroceria do Cronos em relação ao Argo e talvez a marca não estivesse disposta a tal medida para manter o preço do sedã mais competitivo.

Na hora de rodar, o Cronos entrega um conjunto competente e sem mistérios. A suspensão adota conjuntos tradicionais, McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, sendo que houve apenas um pequeno ganho das dimensões das bitolas dianteira e traseira do Cronos em relação ao Argo, que passam a ser de 1.469 mm e 1.502 mm, respectivamente.

Bem acertado para lidar com o piso brasileiro, o Cronos mostra-se tão estável e equilibrado ao volante como o Argo. O bom nível de rigidez torcional não traz nenhuma diferença em termos de dirigibilidade para o sedã, onde você sequer sente o peso extra da carroceria.

Ponto positivo também vai para o motor 1.3 Firefly. Com seus 109 cv de potência e 14,2 kgfm de torque com etanol, de acordo com medições da Fiat o Cronos Drive 1.3 manual acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e alcança até 183 km/h. O consumo é um dos pontos fortes da versão, com médias de 12,4 km/l na cidade e 14,8 km/l na estrada, ambas com gasolina. Se você prefere usar etanol, os números ficam em 8,5 km/l em uso urbano e 10,3 km/l em rodovias.

Com dois adultos a bordo, porém sem bagagem, o Cronos Drive 1.3 mostrou-se um carro muito esperto ao volante, com boas respostas nas acelerações e retomadas. A única crítica, porém, vai para os engates do câmbio manual, que são um tanto quanto longos demais, em especial no caso da 5ª marcha. De qualquer forma, é um modelo bem superior em termos de comportamento aos demais sedãs compactos 1.0 e atende ao uso familiar com muita tranquilidade.

Nesse primeiro contato com o Fiat Cronos, a novidade agradou bastante sobretudo pensando nos clientes que hoje consideram a compra de qualquer um dos sedãs compactos disponíveis no mercado. Se o Cronos pode não ter o mesmo apelo no degrau de cima, como VW Virtus e Honda City até podem influenciar os consumidores de sedãs médios, entre os compactos o Cronos terá tudo para exercer um grande magnetismo. Ele é moderno, capricha no visual, tem um conjunto mecânico eficiente e bom preço. Ao que nos parece, ele deverá vender bem mais do que as cerca de 3.000 unidades/mês que a Fiat projeta para ele neste ano.

 
 
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
Fiat Cronos 2019
Fiat Cronos 2019
 
 

Ficha técnica

Fiat Cronos 2019 Drive 1.3 8V flex manual 4p
Preço R$ 55.990 (02/2018)
Categoria Sedã compacto
Motor 4 cilindros, 1332 cm³
Potência 101 cv a 600 rpm (gasolina)
Torque 13,7 kgfm a 3500 rpm
Dimensões Comprimento 4,364 m, largura 1,726 m, altura 1,508 m, entreeixos 2,521 m
Peso em ordem de marcha 1139 kg
Tanque de combustível 48 litros
Porta-malas 525 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |