Com certeza a Fiat Strada vai entrar para a seleta galeria de veículos que ficarão marcados na história do mercado automotivo brasileiro. Com um legado de sucesso comercial, o modelo hoje acumula os títulos de picape e veículo comercial mais vendido no país. E é exatamente para atender empresas, profissionais liberais e todos aqueles que utilizam o carro também como uma ferramenta de trabalho, que a nova geração da Strada traz em seu catálogo a versão Endurance.

Ela é o opção mais acessível da Strada 2021, partindo de R$ 63.590, valor extremamente competitivo e que o torna uma escolha muito superior em relação à Strada Hard Working Cabine Simples de primeira geração, que segue em linha com preço tabelado em R$ 61.590.

É claro que os catálogos “de trabalho” em um modelo como a Strada precisam ser acessíveis, tanto é que a configuração Endurance sequer traz calotas de série. Porém a Fiat fez bem em oferecer vários opcionais para essa nova versão. Quem deseja mais conforto e conectividade pode acrescentar até mesmo a nova central multimídia de 7”, que integra um pacote com sensor de estacionamento e câmera de ré, itens que ajudam no dia a dia com a picape. Esse Pack Multimedia, como é chamado, custa R$ 3.490. Além dele estão disponíveis itens funcionais como a capota marítima (R$ 800), entre outros.

Ainda falando sobre o interior, a posição de dirigir está muito melhor na Strada 2021, enquanto o visual interno completamente atualizado tornou-se muito melhor do ponto de vista ergonômico. Mesmo sendo uma versão de entrada, como é o caso da Strada Endurance, a escolha dos materiais plásticos e do tecido dos bancos foi muito boa, sobretudo pensando na resistência superior que eles devem entregar considerando a aplicação do modelo. 

Talvez toda a demora da Fiat em renovar profundamente a Strada teve um lado positivo, já que permitiu à marca ouvir seus consumidores, entender suas necessidades (confira mais detalhes em nosso vídeo especial) e aproveitar tudo isso na nova geração do modelo. E a Strada tornou-se muito melhor.

 

Começando pela nova plataforma MPP, o uso de aços de alta e ultra alta resistência, além do processo de conformação a quente, aumentaram a rigidez torcional da picape em 10%, repercutindo em ganhos na segurança, resistência e durabilidade estrutural. O conjunto de suspensão foi todo revisto, com novas molas, amortecedores, além da geometria de suspensão. O conjunto traseiro manteve a receita do eixo rígido combinado com molas parabólicas longitudinais, algo que é muito valorizado pelos clientes da Strada pela robustez que confere, mas vale a pena frisar que até mesmo o eixo rígido é novo.

Tudo isso contribuiu para uma notável melhora no comportamento dinâmico da nova Strada. No rodar, a suspensão nos pareceu um tanto quanto rígida demais quando a picape recebe apenas um ou dois passageiros e roda sem carga, porém é algo compreensível já que estamos falando de um modelo de aplicação comercial e que precisa de um conjunto mais parrudo. Esse comportamento, contudo, não afeta em nada as respostas da picape aos comandos do volante.

Ainda na parte técnica, uma evolução considerável para a segurança dos passageiros é a presença dos controles de tração e estabilidade de série em todas as versões da picape. A dupla reúne ainda o sistema E-Locker, que é aciona pela tecla TC+ no alto do painel. O sistema pode ser usado em situações de “off-road leve”, como explica a Fiat, e atua de forma combinada com os freios para transferir mais torque automaticamente para a roda com melhor aderência. Também integra a tecnologia o ABS Off-Road, uma calibração especial que melhora o comportamento de frenagem do veículo quando é necessário o acionamento do ABS em superfícies deformáveis (areia, terra, brita, neve), permitindo o travamento da roda por breves instantes e formando “cunhas” do material na frente da roda. Com isso, a distância de parada em piso de pouca aderência torna-se menor. 

Em nome do custo, a Fiat optou por aplicar na Strada Endurance o motor 1.4 já bem conhecido em sua linha e que figurava nas versões de entrada da geração anterior. Se não traz muitas evoluções técnicas, ao menos o 1.4 tem baixo custo de manutenção e consumo comedido, atributos que fazem brilhar o olho de donos de frotas e empresas. Ele atua sempre em conjunto com a transmissão manual de 5 marchas, que poderia ter engates um pouco mais justos e rápidos. Outro ponto é que a versão Endurance é a única na gama a contar com direção hidráulica, assistência mais barata do que a elétrica presente nas versões Freedom e Volcano. 

Fiat Strada 2021
Fiat Strada 2021
Imagem: Divulgação

Com 88 cv e 12,5 kgfm de torque utilizando etanol, o 1.4 confere à Strada Endurance Cabine Plus um 0 a 100 km/h de 12,3 segundos com o mesmo combustível. Não espere um desempenho de sobra a bordo da picape no uso rodoviário, mas para os deslocamentos urbanos, mesmo quando a Strada está carregada, ele é um motor bem adequado e suficiente. Seus números de consumo oficiais apontam médias de até 11,8 km/l na cidade e 12,4 km/l na estrada com gasolina, mas conseguimos superar esses valores durante nossa avaliação, comprovando que o motor 1.4 ainda é um bom aliado para reduzir o custo operacional da Strada Endurance.

Quem quiser mais desempenho e vitalidade nas acelerações e retomadas, preservando a Cabine Plus, tem como opção migrar para a versão Freedom. Como diferencial, ela traz o motor 1.3 Firefly sob o capô. Apesar do deslocamento menor, como é um propulsor mais moderno e eficiente ele entrega números de potência e torque melhores.

Por fim, as melhorias na caçamba da Strada Endurance Cabine Plus em relação ao modelo de entrada da geração anterior são notáveis. A capacidade volumétrica cresceu mais de 130 litros, alcançando agora 1.354 litros, bem como é possível colocar até 720 kg no compartimento de carga. Ainda para o uso comercial, interessante destacar que o novo posicionamento da suspensão traseira permitiu ampliar o vão de carga na caçamba, que agora é de 1.059 mm entre as torres dos amortecedores, o que facilita a acomodação de volumes maiores.

A Cabine Plus, que não retirou espaço para cargas, ainda tem a vantagem de oferecer um espaço importante no habitáculo não só para passageiros maiores, mas também para guardar com mais segurança na parte interna da picape itens necessários ao trabalho.

Em resumo, pegando emprestado um exemplo das ciências exatas é possível dizer que a nova Strada Endurance evoluiu em progressão geométrica, sobretudo se colocada ao lado das versões de trabalho equivalentes da geração anterior. Maior, mais robusta e agora mais confortável e segura, ela desponta como o modelo ideal para atividades de trabalho e pode ser muito bem utilizada no dia a dia. Se essas são as suas necessidades, a nova Strada Endurance provou ser uma ótima escolha.

Fiat Strada 2021
Fiat Strada 2021
Imagem: Divulgação

Ficha técnica

Fiat Strada 2021 Endurance Cabine Plus 1.4 8V flex manual 2p
Preço R$ 63.590 (08/2020)
Categoria Picape compacta
Vendas em 2017 54.874 unidades
Motor 4 cilindros, 1368 cm³
Potência 85 cv a 5750 rpm (gasolina)
Torque 12,4 kgfm a 3500 rpm
Dimensões Comprimento 4,474 m, largura 1,732 m, altura 1,608 m, entreeixos 2,737 m
Peso em ordem de marcha 1078 kg
Tanque de combustível 55 litros
Caçamba 1354 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/