Que a Toro é um sucesso inconteste de mercado isso ninguém pode contrariar. Basta dar uma olhada no ranking de vendas e verificar que a picape só perde mesmo da Strada quando observamos a preferência do público por veículos utilitários no país.

É fato que a Fiat foi muito feliz em sua abordagem para constatar as necessidades do público e projetar um modelo até então bastante singular no mercado nacional. Sob esse aspecto, todo o know how de uma marca norte-americana na produção de picapes, como é o caso da Chrysler, também ajudou bastante no desenvolvimento.

Uma boa parcela das vendas da Toro reside nas opções 1.8 e 2.4 flex, mas é olhando para as configurações mais caras da picape que encontramos um grande diferencial do modelo, em especial se você até agora só tinha olhos para os modelos de médio porte, porém não precisa de uma picape tão robusta, com carroceria sobre chassi e suspensão por eixo rígido.

A Toro Ranch (R$ 165.990), tema de nossa avaliação, ao lado da Toro Ultra (R$ 167.990), que vamos abordar em outro teste futuramente, conseguem reunir a disposição do motor 2.0 turbodiesel, a eficiência do câmbio automático de 9 marchas e a segurança do sistema de tração 4x4 em um pacote bastante competitivo quando olhamos para o mercado.

 

Hoje em dia, por exemplo, você até pode encontrar picapes médias com valores convidativos, como é o caso da Ford Ranger XLS 4x4 2.2 automática (R$ 158.790), porém ela está longe de ser tão completa como as Toro Ranch ou Ultra, já que, só nas opções da Fiat, você encontra o revestimento interno de couro, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, rodas de liga leve aro 18”, banco do motorista com regulagem elétrica, entre outros. Recursos como os controles de tração e estabilidade e central multimídia são comuns tanto na Ranger (que se diferencia pela segurança extra dos 7 airbags) como na Toro Ranch.

Mas é na utilização que a picape da Fiat se diferencia de uma picape média convencional. Ao oferecer carroceria monobloco e suspensão independente nas quatro rodas, a Toro Ranch entrega uma dinâmica e nível de conforto semelhante ao de um automóvel de passeio, com a vantagem de preservar a mesma disposição para transportar uma tonelada de carga na caçamba que modelos como Ranger, Chevrolet S10 e Toyota Hilux são capazes de lidar.

É frequente encontrarmos as grandes e pesadas picapes médias nos centros urbanos, afinal existem consumidores que não querem abrir mão da combinação entre motorização diesel e tração 4x4, além de um espaço amplo e versátil para carregar objetos mais volumosos, porém a Toro lida muito melhor com ruas estreitas e vagas de garagem apertadas do que as representantes do segmento posicionado logo acima. 

No caso específico da Toro Ranch, encontramos uma picape que chega quase no limite do exagero em termos de estilo, com várias peças cromadas e apostando no interior com tonalidade marrom, porém tudo isso está dentro do que muitos clientes esperam encontrar em um veículo do tipo. Algumas soluções presentes na Toro Ranch também são bastante úteis no caso de um utilitário, como o engate reboque traseiro do tipo removível, além do estribo no formato tubular, entre outros, todos eles de série na picape topo de linha da Fiat.   

No caso do uso cotidiano, a câmera de ré e o sensor de estacionamento traseiro ajudam bastante na hora de manobrar um automóvel que encosta nos 5 metros de comprimento, como é o caso da Toro. A picape poderia apresentar um diâmetro de giro um pouco melhor, o que facilitaria bastante na hora de entrar nas cada vez mais apertadas vagas de condomínios ou de alguns shoppings, mas isso acaba sendo até compreensível pelos atributos técnicos do modelo.

Assim como nas demais versões da Toro, a cabine entrega espaço interno adequado para cinco passageiros, incluindo também sistema de fixação Isofix para cadeirinhas de crianças, recurso importante para quem tem filhos ou precisa transportar com frequência passageiros infantis.

Com poucas novidades em sua linha 2020, destacando-se a introdução do overbumper no para-choque dianteiro, a Toro Ranch é uma boa pedida para quem deseja uma picape com os principais recursos de conforto, não abre mão do trio motor diesel, câmbio automático e tração 4x4, mas quer um veículo tão versátil e suave para rodar na cidade quanto para encarar deslocamentos mais pesados no off-road. Uma longa lista de atributos que ajuda a entender porque tanta gente opta pela Fiat Toro ultimamente. 

 
 
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
Fiat Toro 2020
Fiat Toro 2020
 
 

Ficha técnica

Fiat Toro 2020 Ranch 2.0 16V diesel automático 4x4 4p
Preço R$ 165.990 (12/2019)
Categoria picape compacta-média
Vendas acumuladas neste ano 34.438 unidades
Motor 4 cilindros, 1956 cm³
Potência 170 cv a 3750 rpm (diesel)
Torque 35,7 kgfm a 1750 rpm
Dimensões Comprimento 4,915 m, largura 1,844 m, altura 1,743 m, entreeixos 2,99 m
Peso em ordem de marcha 1871 kg
Tanque de combustível 60 litros
Caçamba 820 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/