Se a gente realizasse aquela brincadeira de criança e perguntássemos para o Toyota Etios o que ele gostaria de ser quando crescer, muito provavelmente ele responderia: “tornar-me um Yaris”.

A novidade da Toyota, um dos principais lançamentos de 2018, estreia neste mês nas carrocerias hatch e sedã, apimentando ainda mais a concorrência no segmento de carros compactos. Hoje vamos centrar nossa análise em cima do hatch na versão topo de linha, a XLS, que conta com motor 1.5 16V, transmissão automática CVT e preço tabelado em R$ 77.590.

Com o Yaris, a Toyota agora passa a ter condições de atuar em um nicho dentro dos hatches compactos que ganha cada vez mais relevância.

Esse subsegmento é o dos chamados compactos “premium”, aquela faixa que vai de R$ 60.000 a R$ 80.000, onde prevalecem motorizações acima de 1.0 litro (ou turbinados, como é o caso do VW Polo) e majoritariamente equipados com câmbio automático. O consumidor da categoria também espera encontrar um acabamento interno mais caprichado, um belo design para a carroceria e pelo menos uma central multimídia no centro do painel.

Claro que a Toyota estava de olho nisso há um bom tempo e o Yaris chega em um bom momento, mostrando-se um carro bem mais acertado do que o Etios para essa nova realidade do segmento. Vale a pena destacar que o Yaris é um modelo de caráter global dentro da linha Toyota e já está em sua terceira geração, portanto é um projeto mais maduro e refinado que o Etios.

Essa sofisticação do Yaris, em especial na versão XLS que estamos avaliando aqui, começa até mesmo pelo design. Com 4,14 m de comprimento, o Yaris chama a atenção por seu porte em um primeiro contato. Ele quase faz as vezes de um hatch médio e, se levarmos em conta que um Polo tem 4,05 m e um Fiat Argo outros 3,99 m, essa sensação é comprovada pelos números. O maior comprimento do Yaris também lhe proporciona um bom porta-malas para a categoria, no caso com 310 litros de bagagem, compartimento que parece até maior ao abrirmos a tampa do porta-malas pela primeira vez.

Para atender esse cliente “premium” o Yaris capricha no visual e no cuidado com o acabamento interno. Mesmo no para-choque dianteiro você percebe como a junção da grade com a peça é feita de forma bem cuidada. As linhas da carroceria também são muito proporcionais e realçadas pelos vincos nas laterais e no capô, traços que enobrecem o estilo geral do hatch. Uma solução tipicamente japonesa, o assoalho traseiro plano ajuda a ampliar a sensação de espaço e permite acomodar com mais conforto três passageiros no banco traseiro.

Em sua versão topo de linha, o Yaris foca na cor preta para o revestimento de couro nos bancos e laterais das portas, bem como na forração do teto e até mesmo da parte interna das colunas. O resultado agrada.

O hatch também traz nessa configuração itens como 7 airbags e o teto solar, recursos que só ele oferece no segmento, além dos controles de tração e estabilidade, chave presencial, sensor de chuva, rodas de liga leve aro 15” e central multimídia. Apesar de desenvolvida em conjunto com a Harman, uma referência em sistemas de som, o aparelho não nos agradou nesse primeiro contato por uma razão simples: faltou ele oferecer o Apple CarPlay e o Android Auto, os principais recursos para espelhamento de smartphones e que facilitam muito a vida dos passageiros. A central multimídia até sai de fábrica preparada para operar com o Waze e um aplicativo da TomTom, mas, durante a avaliação do Autoo, as funcionalidades apresentaram problemas.

Mecanicamente, o Yaris brasileiro toma emprestado do Etios vários componentes, como o bom motor 1.5 16V. Na hora de “encaixá-lo” no Yaris, a engenharia da Toyota aplicou um novo sistema de exaustão e uma calibração diferente do Etios, o que lhe rendeu um leve ganho na potência e no torque máximos com etanol, que ficam em 110 cv e 14,9 kgfm, respectivamente. A transmissão automática foi um ponto onde a Toyota fez bem em não trazer para o Yaris o câmbio mais simples e já um tanto quanto arcaico do Etios com apenas 4 marchas e instalou no Yarias XLS uma competente caixa CVT capaz de simular 7 marchas caso o motorista queira realizar trocas sequenciais na alavanca ou nas borboletas atrás do volante.

Com um desempenho bem aceitável para o uso urbano e rodoviário, o Yaris XLS é um carro muito eficiente. Suas médias, com gasolina, podem alcançar 12,6 km/l na cidade e 13,8 km/l na estrada. Um VW Polo com motorização 1.0 TSI, uma das melhores da categoria, entrega, respectivamente, 11,6 e 14,1 km/l, considerando a versão Comfortline também com rodas aro 15”. Um ponto importante é que, graças ao turbo e à injeção direta, o Polo 1.0 TSI se sobressai em desempenho devido aos 5,5 kgfm de torque a mais em relação ao Yaris 1.5, uma diferença gritante a favor do VW.

O Yaris não nega a origem e basta rodar os primeiros metros para você encontrar nele o típico comportamento de um carro da Toyota. Se você tem um modelo da marca, ou já esteve atrás do volante de um Etios ou de um Corolla, vai entender bem o que é isso. Seu rodar é sólido e muito confortável. Não notamos quaisquer barulhos ou rangidos provenientes da parte mecânica, dos acabamentos plásticos ou afins. Sem nenhuma ousadia no layout da suspensão (McPherson no eixo dianteiro e eixo de torção para as rodas traseiras), o time de engenharia fez uma calibração irretocável no Yaris nacional.

Além de nota 10 em conforto, o hatch se mostrou muito estável e bem neutro nas curvas. Se você tem um perfil de condução mais esportiva, o Yaris é o modelo dentro da linha Toyota nacional que mais poderá agradá-lo (a).

Com as revisões somando R$ 2.914 até o Yaris atingir 60.000 km, mais ou menos a distância que será percorrida ao longo dos três anos de garantia integral, a Toyota promete que o Yaris entregará um dos menores custos de manutenção dentro de seu segmento.

Não é exagero dizer que, hoje em dia, o Toyota Yaris ao lado da nova geração do Volkswagen Polo figuram como as melhores opções de hatches compactos com apelo “premium”.

A grande questão é que o Toyota Yaris XLS poderia exagerar menos no preço, sobretudo levando em conta que, com R$ 77.450, você estaciona na garagem um Polo Highline praticamente completo, trazendo por esse valor o desejado painel de instrumentos digital, revestimento interno de couro e vários recursos ausentes no Yaris XLS, como os sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, acendimento automático dos faróis, detector de fadiga; tudo isso sem contar que a central multimídia do Polo Highline, nesse valor, é bem mais completa do que a do Yaris XLS.

Com isso na mesa, fica nítido que o Toyota Yaris vai apelar para um consumidor mais racional, que considera a própria reputação da marca japonesa em sua escolha, cabendo ao Volkswagen Polo atender a um perfil de cliente que realiza uma compra passional, pensando muito mais no que seu futuro carro pode entregar em termos de desempenho e tecnologia. Hoje ocupando o posto de 4º carro mais vendido no Brasil, o Polo está se mostrando um produto muito bem aceito. Vamos ver como ficará o cenário agora com o Yaris em jogo.

 
 
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
Toyota Yaris 2019
Toyota Yaris 2019
 
 

Ficha técnica

Toyota Yaris 2019 XLS 1.5 16V flex automático 4p
Preço R$ 77.590 (06/2018)
Categoria Hatch compacto
Motor 4 cilindros, 1496 cm³
Potência 105 cv a 5600 rpm (gasolina)
Torque 14,3 kgfm a 4000 rpm
Dimensões Comprimento 4,145 m, largura 1,73 m, altura 1,49 m, entreeixos 2,55 m
Peso em ordem de marcha 1150 kg
Tanque de combustível 45 litros
Porta-malas 310 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |