A Volvo está celebrando ótimos números de venda neste ano e não é sem razão. Além de uma gama renovada, a marca sueca acertou muito em seus produtos. Construídos sobre novas plataformas e com conjuntos mecânicos eficientes, sobram argumentos para que os SUVs e sedans da marca conquistem novos consumidores no segmento premium.

Hoje em dia a menina dos olhos da Volvo no Brasil é o XC60, modelo que desde a primeira geração já fazia muito sucesso no país. Mesmo com a chegada do XC40 ao mercado, o SUV médio-grande segue como o modelo mais procurado pelos clientes brasileiros nas concessionárias Volvo. De janeiro a junho deste ano foram emplacados 1.547 XC60, número que o coloca com folga à frente do XC40, escolha de 1.184 consumidores no mesmo período. 

O Autoo avaliou por uma semana o XC60 em sua configuração mais acessível com motor diesel, no caso a D5 Momentum (R$ 275.950), e a bordo do SUV fica fácil entender porque ele vende tanto dentro do segmento.

Se na primeira geração a chegada do motor diesel fez a procura pelo XC60 aumentar consideravelmente, hoje o modelo encontra uma posição um tanto quanto singular no mercado brasileiro, uma vez que ele não conta com muitos concorrentes diretos. O Jaguar F-Pace traz em seu catálogo uma opção diesel, mas seu preço é mais elevado. O mesmo ocorre com o BMW X5, modelo de porte bem superior e que chega ao Brasil com opções diese, mas já flerta com o público-alvo do XC90. Logo, se para você 7 lugares é um exagero, mas não abre mão do motor diesel e deseja gastar entre R$ 250.000 e R$ 300.000 em um SUV, talvez não exista melhor pedida em nosso mercado do que o Volvo avaliado aqui.

Basta rodar alguns metros a bordo do XC60 D5 para notar porque muita gente prefere a motorização diesel em SUVs maiores. No caso de um modelo pesado como o XC60 D5, que supera as 2 toneladas de peso (ou exatos 2.118 kg), o excelente torque de 48,9 kgfm a 1.750 rpm permite que o modelo entregue consumo médio de 11,5 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada. Dificilmente um modelo com outro tipo de combustível entregaria consumo equivalente. Apenas como exemplo, o XC60 T5 (2.0 turbo, gasolina, 2.115 kg) não vai além dos 8,5 km/l em trechos urbanos e 10,3 km/l em ciclo rodoviário.

Além disso, os 235 cv do propulsor 2.0 turbo permitem que o XC60 D5 acelere de 0 a 100 km/h em rápidos 7,2 segundos. A opção a gasolina T5 é um pouco mais rápido, cumprindo a prova de desempenho citada anteriormente em 6,8 segundos, mas, convenhamos, a diferença é pequena considerando o ganho em consumo e maior autonomia proporcionados pelo motor a diesel. Independente da motorização, o XC60 conta com transmissão automática de 8 marchas. 

 
 
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
Volvo XC60 2019
Volvo XC60 2019
 
 

Moderno, o propulsor que figura sob o capô do XC60 D5 não emite nenhuma vibração excessiva, mesmo quando trabalha em rotações mais elevadas, e só percebemos que trata-se de um SUV com esse tipo de motor pelo ruído característico que ele emite.

Tão avançada quanto o motor é a plataforma e o conjunto de suspensão do XC60, o que confere ao modelo um rodar incomparavelmente suave e confortável, mesmo com as rodas aro 19” trafegando por nossas ruas e avenidas esburacadas. A precisão dinâmica também é um ponto forte do XC60, sendo que a segurança ao volante é realçada pela tração integral permanente. O recurso também ajuda o XC60 a trafegar por vias não pavimentadas e atingir alguns locais mais afastados do asfalto.

Por dentro, o XC60 entrega a cabine que se espera encontrar em um SUV premium beirando os R$ 300.000. Estão presentes ali materiais de bom aspecto tátil e visual, com o couro aplicado nos bancos e formando uma boa composição com outras texturas pela cabine, tudo sem exageros e seguindo a elegância e o minimalismo nórdicos.

Se o XC40 já entrega uma cabine confortável, o XC60 avaliado aqui trata seus passageiros com espaço de sobra, bem como o porta-malas de 505 litros atende ao uso de uma família com tranquilidade. Merecem destaque o amplo teto solar panorâmico e a oferta de recursos mais avançados de condução semiautônoma, como é o caso do Pilot Assist. O recurso é um complemento do piloto automático adaptativo e controla também a direção do SUV, mantendo-o no centro da faixa de rodagem. Ele funciona apenas em vias com ótima sinalização horizontal e colabora bastante com a segurança.

Refinado, moderno, bom de dirigir e trazendo uma lista de equipamentos coerente com sua faixa de preço, o Volvo XC60 ainda se projeta frente aos rivais graças ao preço competitivo com que a marca o posiciona no Brasil. Se você está de olho em um carro com essas características, o XC60 D5 é uma escolha mais do que recomendada!

 

 

Ficha técnica

Volvo XC60 2019 D5 Momentum 2.0 16V diesel automático integral 4p
Categoria SUV médio
Vendas em 2017 2.350 unidades
Motor 4 cilindros, 1969 cm³
Potência 235 cv a 4000 rpm (diesel)
Torque 48,9 kgfm a 1750 rpm
Dimensões Comprimento 4,688 m, largura 1,902 m, altura 1,658 m, entreeixos 2,865 m
Peso em ordem de marcha 2118 kg
Tanque de combustível 71 litros
Porta-malas 505 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/