Toyota chama 550 mil carros em recall mundial

Diferentes modelos fabricados entre 2004 e 2006 podem apresentar problemas na direção. Chamado também pode chegar ao Brasil

Toyota Highlander 2005 | Imagem: Toyota

A Toyota tem mais um grande problema de proporções mundiais para resolver. Em um novo mega-recall, a marca japonesa desta vez chama 550.000 veículos para revisão em todo mundo, em especial nos Estados Unidos. Segundo a montadora, a gama variada de carros compartilha o mesmo sistema de direção hidráulica, que pode apresentar defeitos e dificultar a condução. A fabricante, entretanto, afirma que não houve registro de acidentes decorrentes da falha.

Em comunicado, a marca diz que o potencial problema está no anel externo de uma das polias do motor, que pode não estar alinhado com o anel interno. Por conta disso, a correia da bomba do sistema direção hidráulica pode se soltar, “endurecendo” o manejo do volante. A Toyota explica que o defeito pode ocorrer de forma súbita, com o veículo em movimento.

No primeiro comunicado internacional sobre o tema, a companhia afirma que 447 mil veículos chamados estão na América do Norte, 38 mil no Japão e mais 25 mil distribuídos entre a Austrália e Nova Zelândia. Há ainda mais 14 mil carros envolvidos na Europa, 10 mil no Oriente Médio e mais 14 mil em países asiáticos (fora o Japão). A empresa não menciona a América do Sul e África, apesar de alguns dos modelos afetados terem sido oferecidos nessas regiões.

O novo mega-recall da Toyota inclui modelos como o SUV Highlander e a minivan Sienna, além de unidades do sedã Camry, fabricadas entre 2004 e 2005. Também estão na lista carros da divisão de luxo Lexus. A assessoria de imprensa da marca japonesa no Brasil, entretanto, ainda não comenta o assunto.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!