Longe dos holofotes há algum tempo, mas sempre na ativa, a Troller apresentou nesta sexta-feira (23) o jipe T4 na série limitada Desert Storm. Apenas 45 unidades do carro serão fabricadas e vendidas por R$ 96.900 cada. “Se os mesmos itens dessa versão fossem inseridos no T4 como acessórios o modelo ficaria R$ 6.000 mais caro. É uma oferta de exclusividade com custo-benefício”, apontou Wilson Vasconcelos, gerente-geral da fabricante cearense, durante a apresentação do carro.

O utilitário chega às lojas da marca neste mês e quem quiser um terá de correr: 25 exemplares da edição já foram vendidos.

O visual do Desert Storm é ditado pelo tom bege, como a areia do deserto, e o nome da série vai estampado nas laterais do jipe e na capa do estepe traseiro. Mas o que mais interessa nesse carro aos “jipeiros” é a lista de equipamentos.

A série já vem equipada de fábrica com guincho para 4,3 toneladas, snorkel (para atravessar trechos alagadados), para-choque com pontos de ancoragem, protetores de lanternas e “peito de aço”, um protetor de cárter mais resistente. O modelo também conta com 2 anos de garantia, como o T4 comum.

Troller T4 Desert Storm
Divulgação

A parte traseira da capota do jipe T4 Desert Storm é escamoteável, deixando os santantônios expostos

Por dentro o T4 especial se diferencia do modelo normal pelos bancos revestidos por capas de neopreme com estampa camuflada. A cobertura é removível, o que facilita a higienização da cabine. A parte traseira da capota rígida também pode ser removida manualmente, deixando os santantônios à mostra.

A motorização do Desert Storm é a mesma do T4, composta pelo motor 3.0 turbodiesel fornecido pela MWM-International, de 163 cv e câmbio manual de 5 marchas com tração 4x4 com caixa de redução. O mesmo vale para o pneus, oferecida na medida 255/75 e calçados em rodas de alumínio aro 15”.

Troller T4 Desert Storm
Divulgação

Os bancos da série especial vêm com capas de neoprene com estampa camuflada

Linha 2012

A série especial do T4 também abre a linha 2012 do jipe da Troller. A versão de volume, agora oferecida por R$ 93.227 (uma elevação de R$ 700), o veículo incorporou modificações no interior, como a alteração dos materiais de painel e a cor do acabamento combinando com a pintura externa. Falando em cor, a marca também lançou mais duas cores para o utilitário: Branco Diamente e Azul Maresias.

“Arrumando a casa”

Adquirida pela Ford em 2007, a fabricante baseada em Horizonte (CE) está passando por um processo de reformulação. “A Ford não comprou uma montadora, comprou uma boa marca de automóveis”, contou o diretor da marca. “Quando assumimos a Troller os carros eram feitos quase que inteiramente de forma manual. Hoje a história é outra, mas ainda estamos arrumando a casa”, lembrou Wilson Vasconcelos.

Em 2010 a Troller vendeu 1.200 carros e neste ano, segundo previsão da marca, deve fechar com 1.500 unidades. “Mudamos os modos de produção e estamos fazendo mais carros por dia. Por isso o crescimento”, explicou Vasconcelos. O diretor da fabricante também ressaltou que mais de 500 componentes do T4 foram alterados desde a entrada da Ford nos negócios da marca horinzontina.

Perguntado sobre planos para mais adiante, como outros carros, o Vasconcelos foi enfático - “Primeiro vamos trabalhar para a Troller ter um futuro”. Ou seja, por enquanto apenas o T4 está nos planos da subsidiária cearense da Ford.

Thiago Vinholes

|