Audi e-tron chega ao Brasil até maio de 2020; preços ainda não foram revelados

Primeiro modelo 100% elétrico da marca foi confirmado e deve passar dos R$ 500 mil
Audi e-tron

Audi e-tron | Imagem: Divulgação

Primeiro modelo 100% elétrico da Audi, o e-tron chega ao Brasil no primeiro semestre de 2020, confirmado pelo Johaness Roschek, presidente da marca por aqui. A informação foi dada em um evento na última terça-feira (22). As encomendas para a novidade começam a partir de novembro deste ano.

O SUV é um marco na história da fabricante e da indústria, não só por ser o pioneiro da linha de elétricos da Audi, mas pelas soluções inovadoras que ele incorpora. São dois motores elétricos abastecidos por baterias de íons de lítio de 95 kWh, um para cada eixo. No dianteiro, a potencia é equivalente a 168 cv. Já no eixo traseiro ela atinge 188 cv.

Com os 355 cv e 57,1 kgfm combinados, o SUV alcança os 100 km/h em 6,6 segundos. Ainda há um modo Boost, que acrescenta 47 cv a conta e reduz o tempo de aceleração para 5,7s. A autonomia pode chegar aos 400 km com uma carga de bateria. 

Embora porte e o estilo sejam parecidos e incorporam elementos de Q7 e Q8, o E-tron tem identidade forte na dianteira, com faróis que lembram uma seta, e grade com desenho exclusivo. A traseira tem lanterna que vai de ponta a ponta, como no Q8, mas no e-tron fica mais destacada. O interior também é bem semelhante ao do SUV-cupê, com duas telas que dividem as funções de navegação, climatização, configurações do carro e multimídia.

A aerodinâmica é um caso à parte, já que até os retrovisores foram substituídos por câmeras, para melhorar a aerodinâmica do modelo. O capô tem poucos vincos, assim como teto, fazendo com que a trajetória do ar seja mais livre. Os preços ainda não foram confirmados. A estimativa é que, importado da Alemanha, o e-tron passe dos R$ 500 mil.

Audi e-tron
Audi e-tron
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!