Audi Q5 chega à 2ª geração um pouco mais ousado

SUV de porte médio ganhou visual levemente mais marcante e deve chegar ao Brasil em 2017
Audi Q5 2017

Audi Q5 2017 | Imagem: Newspress

Sob a batuta de Walter de Silva, um dos designers mais famosos do setor automobilístico, a Audi (e também a Volks) seguem um conceito de estilo sóbrio e limpo. Mas, com o pretexto de tornar seus carros ‘eternos’, aja paciência para notar onde os novos carros evoluíram de uma geração para outra.

É o caso do novo Q5, o SUV do meio da Audi (por enquanto). Lançado em 2009, numa época em que a marca alemã apenas sondava o mercado de jipões com o Q7, o novo SUV ampliou a atuação da fabricante como nunca – algo que tomou uma proporção ainda maior com o menor e mais barato Q3.

Pois na hora de pensar na segunda geração, nada como replicar estilos e sacadas do novo Q7 e do próprio Q3. Esses elementos, somados ao formato da carroceria da primeira geração resultaram num novo Q5 que parece mais uma reestilização.

Ledo engano, aliás. Na essência, o Q5 está mais espaçoso, leve (90 kg) e um pouco maior – 4,66 metros de comprimento, 1,89 m de largura e 1,66 m de altura, além de entreeixos de 2,82 m. O espaço para bagagem, por exemplo, pulou de 550 litros para 610 litros que pode ser ampliado caso o proprietário rebata os bancos traseiros.

O novo Q5 utiliza uma evolução da plataforma modular MLB também usada pelo Q7. Isso se traduz em materiais mais nobres e leves na construção e uma arquitetura eletrônica mais moderna. E dá-lhe tecnologia, seja no Audi Virtual Cockpit (painel de instrumentos digital configurável), serviço de Wi-fi e até mesmo um sistema de entretenimento no banco traseiro que pode ser conectado ao CarPlay e ao Android Auto.

Q5 mexicano

Na parte mecânica, o Q5 agora utiliza um 2.0 TFSI com 252 cv, além de outros quatro motores a diesel – as transmissões vão de uma opção manual, passando pela S tronic de 7 marchas e chegando até a uma automática Tiptronic de oito velocidades. A tração Quattro, claro, está entre as opções do modelo.

Na Europa, o novo SUV da Audi começa a ser vendido no início do ano que vem, quando também virá para o Brasil, porém, sem uma data ainda confirmada. A novidade, no entanto, será a possibilidade de o Q5 ser importado do México onde a Audi acaba de inaugurar uma linha de montagem.

Com isenção de imposto de importação, o preço do Q5 pode se tornar bem competitivo perante rivais como o BMW X3, Mercedes-Benz GLC, o Land Rover Discovery Sport e o Volvo XC60, todos eles importados da Europa.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!