Bugatti diz ter vendido 200 superesportivos Chiron

Novo modelo terá produção limitada a 500 unidades e custa quase R$ 9 milhões
Bugatti Chiron 2017

Bugatti Chiron 2017 | Imagem: Divulgação

Talvez a marca mais exótica a pertencer a um grande grupo automotivo, a francesa Bugatti vive de um modelo apenas. Ela retornou ao mercado com o Veyron, superesportivo que chegou a ser o mais veloz e potente do mundo. Mas nem por isso, suas vendas foram um sucesso imediato.

Essa situação parece se repetir com o sucessor do Veyron, o Chiron, que mesmo com 500 unidades previstas para produção até agora teria vendido 200 deles apenas. A informação foi passada a revista americana Car&Driver e mostra que levar um exemplar do esportivo de 1.500 cv de potência não é para qualquer bolso.

Para reservar o seu Chiron é preciso depositar 200 mil euros (725 mil reais) na conta da Bugatti, valor que será descontado depois quando o negócio for fechado. Ou seja, é como comprar um Porsche somente com essa entrada.

Os primeiros Chiron serão entregues no final do ano e prometem mudar esse quadro, digamos, pouco condizente com sua imagem. Afinal de contas, não é qualquer carro que acelera de 0 a 100 km/h em 2,4 segundos e chega aos 300 km/h em 13,6 segundos – a velocidade máxima é limitada a 420 km/h por razões de segurança.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!