Ricardo Meier

Comenta o mercado de vendas de automóveis e tendências sustentáveis

BYD King? O único rival do Corolla é o Corolla Cross

Sedã híbrido plug-in chinês recém chegado ao Brasil tem bons argumentos técnicos a seu favor, mas daí a superar o modelo da Toyota é outra história

Muitos vieram, muitos se foram e o Toyota Corolla segue vivo e relevante no mercado brasileiro. O sedã médio é um exemplo vivo de que bons carros não nascem de uma hora para outra, mas sim pela construção de imagem lenta e constante.

Nem mesmo o admirado Civic conseguiu sustentar seus momentos de superação já que a Honda zanzou tanto em algumas gerações que acabou espantando clientes.

Agora surge o BYD King, mais uma aposta ligeira da fabricante chinesa, que tem sido a grande surpresa do mercado brasileiro nos últimos anos.

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Impulsionadas pela marca, choveram manchetes exageradas afirmando que o King (Rei em inglês) acabaria com o reinado do Corolla.

BYD King 2025
BYD King: sedã elegante, econômico e moderno, mas em segmento esvaziado
Imagem: Divulgação

Embora o trocadilho seja tentador, a realidade dificilmente será essa, começando pelo fato que o King é um híbrido plug-in, sem versões mais acessíveis a combustão apenas.

Outro motivo é que o sedã chinês é importado e a rede da BYD é menor que a da Toyota. Por fim, é importante ressaltar que a clientela do Corolla é tradicional, não fosse assim e o sedã já teria dado adeus ao Brasil.

Portanto, não se trata de apuro técnico, algo que o King parece oferecer, com seus motores 1.5 a gasolina e elétrico e uma autonomia impressionantes de 1.200 km.

O que pesa nesse segmento é a tradição e confiabilidade que a Toyota construiu em volta do Corolla, um carro que ainda é relevante hoje, mesmo com a derrocada dos sedãs frente aos SUVs.

BYD King 2025
O interior do sedã King: tecnologia impressiona
Imagem: Divulgação

Como disse no título, o único e autêntico rival do Corolla é o Corolla Cross. Sim, porque com ele a Toyota oferece a mesma experiência (ou perto disso) do sedã em forma de utiltário esportivo.

Mesmo assim, vejam que o SUV só ultrapassou o sedã em vendas neste ano. Desde que estreou no Brasil, o Corolla Cross vende um pouco menos que o Corolla sedã.

Em 2024, no entanto, o irmão mais novo já havia emplacado 20 mil unidades contra pouco mais de 15,2 mil sedãs.

Toyota Corolla Cross 2025
Toyota Corolla Cross: somente o SUV consegue superar as vendas do irmão Corolla
Imagem: Divulgação

É verdade que o Corolla tem perdido lentamente o mesmo apelo do passado. Em 2015, por exemplo, a Toyota vendeu 67 mil unidades e no ano passado chegou a 43 mil carros.

Mas é um volume muito alto, com média atual de 2.500 carros por mês. Para o King batê-lo será preciso muitos navios cheios vindo da China todos os meses.

Ou, então, produzi-lo em Camaçari, mas penso que a BYD tem produtos com mais potencial para isso. Enquanto isso, salve o verdadeiro rei, o Corolla.

Recomendados por AUTOO

Youtube
Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

5 pontos que explicam por que o veículo vende tanto até hoje
Aviação
Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Veículo elétrico ainda não leva pessoas e será testado em voo ainda em 2024
MOTOO
Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Conheça preço, ficha técnica, desempenho, motor cores e versões da moto confirmada para o Brasil

Veja outras colunas

Nissan mira Corolla Cross e Toro com novos modelos para o Brasil a partir de 2026

28/06/2024 06h20

Marca anunciou lançamento de um SUV médio e de uma picape intermediária, além de confirmar a segunda geração do Kicks nacional

Picape Fiat Titano encosta nas vendas da VW Amarok

24/06/2024 06h40

Mas veículo montado no Uruguai continua afetado pela paralisação do Ibama, que está atrasando o licenciamento ambiental

BYD King? O único rival do Corolla é o Corolla Cross

22/06/2024 05h45

Sedã híbrido plug-in chinês recém chegado ao Brasil tem bons argumentos técnicos a seu favor, mas daí a superar o modelo da Toyota é outra história