Marcas trabalham em câmbios de 11 marchas: qual será o limite?

Tanto a Honda quanto a Ford contam com projetos patenteados de transmissões com este número de relações
Acima detalhe do câmbio automático de 10 marchas presente no Ford Mustang

Acima detalhe do câmbio automático de 10 marchas presente no Ford Mustang | Imagem: Divulgação

Por muito tempo aqui o câmbio manual dominou a participação nos carros nacionais, em especial pelo maior custo das caixas automáticas, por esse motivo restritas aos modelos mais caros ou importados a partir dos anos 1990. 

Na década seguinte, entretanto, a evolução das transmissões automáticas, sejam caixas CVT ou as mais tradicionais com conversor de torque, fez que um público maior tivesse acesso a esse tipo de veículo. 

Ainda especificamente em nosso mercado, vale a pena recordar a era dos automatizados, tipo de câmbio que, se não caiu no gosto popular pela falta de suavidade, ao menos ajudou muitos consumidores de automóveis compactos a ter o seu primeiro contato com um veículo que ao menos dispensava o pedal da embreagem. 

Atualmente, os brasileiros abraçaram de vez o maior conforto e conveniência proporcionados pelas caixas automáticas, com elas dominando a preferência do público em diversos segmentos. 

Assim como o público brasileiro mudou sua percepção em relação ao câmbio automático, essas caixas passaram por enormes evoluções nos últimos anos, sejam elas do tipo CVT, de dupla embreagem ou automáticas tradicionais. 

Eficiência

Algo que chama a atenção também diz respeito ao número de marchas que elas passaram a entregar, em um esforço constante das montadoras e sistemistas para otimizar cada vez mais a relação entre desempenho e economia de combustível. Nesse ponto, a transmissão ocupa uma posição fundamental. 

Hoje em dia a Ford e a GM detém a caixa automática com o maior número de relações, no caso o câmbio de 10 marchas desenvolvido de forma conjunta pelas duas companhias e que está presente, aqui no Brasil, em modelos como o Ford Mustang e o Chevrolet Camaro

Mas algumas marchas globais já estudam ir além. A Honda, por exemplo, patenteou, em 2016, um inédito câmbio automático de tripla embreagem com 11 marchas! 

Segundo a descrição da Honda que acompanhava a patente, a ideia é que a caixa de 11 marchas permita “uma mudança de velocidade mais eficaz, com capacidade de resposta ampliada e uma menor perda de torque em relação a caixas de dupla embreagem”.  

A Honda ainda detalha que, com 11 relações, a transmissão inédita pode “encontrar a marcha ideal para cada situação de condução com mais facilidade, ajudando na economia de combustível e redução das emissões”. Em tempos de normas ambientais cada vez mais restritivas, o ponto em questão ganha posição central nas evoluções de motor e câmbio do que a busca por desempenho.  

Mesmo com a alta complexidade e maiores custos de desenvolvimento e produção que transmissões com mais de 10 velocidades deverão apresentar, ao que tudo indica as montadoras ponderam que o investimento poderá ser recompensado pelos ganhos em eficiência que essas caixas sofisticadas podem conferir aos seus carros, sejam eles somente a combustão ou até híbridos.   

A Ford também já registrou nos EUA um pedido de patente para uma transmissão de 11 marchas, porém, ao contrário da Honda, seria um câmbio automático convencional. 

Tanto as caixa da Honda quanto a da Ford ainda deverão levar algum tempo para fazer a sua estreia em algum automóvel produzido em série. 

Atualmente a Honda costuma aplicar sua caixa CVT (relações continuamente variáveis) em modelos de menor porte e geralmente com motores de menor deslocamento, como ocorre com a gama City aqui no Brasil. 

A necessidade de uma caixa automática com número maior de relações, segundo informações apuradas nos bastidores, surge da necessidade da marca japonesa para contar com uma transmissão de alta eficiência para seus modelos de maior porte, tais como o CR-V e o Accord.   

Até o momento não temos informações de montadoras ou fornecedores trabalhando em caixas com mais de 11 marchas, entretanto, conforme a necessidade se faz presente, talvez poderá sempre existir espaço para mais... 

Chevrolet Camaro 2020
Chevrolet Camaro vendido no Brasil também conta com caixa de 10 marchas
Imagem: Divulgação