Carro elétrico chinês vai pagar 100% de imposto para entrar nos EUA

Medida do governo americano também vale para outros produtos para proteger e indústria local
Linha da montagem da BYD

Linha da montagem da BYD | Imagem: Divulgação

Considerado o paraíso do livre mercado para muita gente, os Estados Unidos tomaram medidas protecionistas e resolveram aumentar a taxa de importação dos carros elétricos chineses, que era de 25%, para 100%.

VEJA TAMBÉM:

A medida faz parte de um pacote para proteger os fabricantes dos EUA de importações consideradas baratas. Em uma medida que deverá inflamar as tensões comerciais entre as duas maiores economias do mundo, o governo Joe Biden disse que iria impor restrições mais rigorosas aos produtos chineses no valor de 18 bilhões de dólares.

Segundo o jornal britânico The Guardian, essas ações já eram estudadas há quatro anos e são destinadas a impedir que produtos chineses baratos e subsidiados inundassem o mercado dos EUA e sufocassem o crescimento do setor americano de tecnologia verde.

Além de um aumento tarifário de 25% para 100% sobre carros elétricos, os impostos aumentarão de 7,5% para 25% sobre baterias de lítio, de zero para 25% sobre minerais críticos, de 25% para 50% sobre células solares, e de 25% para 50% sobre células solares e semicondutores.

Em resposta, o meio de comunicação estatal da China publicou um editorial na quarta-feira, acusando os EUA de “minar o comércio justo e a proteção ambiental”, ao mesmo tempo que afirmava que seriam os consumidores norte-americanos que arcariam com o peso das tarifas.

“Ironicamente, os Estados Unidos são um país que apregoa a economia aberta e o comércio livre, mas as suas ações vão contra as suas palavras”, disse a mídia estatal chinesa.

Apesar dos riscos de retaliação por parte de Pequim, Biden disse que o aumento das taxas foi uma resposta proporcional ao excesso de capacidade da China no setor de carros elétricos. Fontes do The Guardian disseram que a China produz 30 milhões de veículos elétricos por ano, mas só consegue vender entre 22 e 23 milhões no mercado interno.

As tarifas sobre automóveis de Biden são em grande parte simbólicas porque os carros chineses foram virtualmente excluídos dos EUA pelas tarifas impostas ainda pelo governo Donald Trump.

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Fernando Pedroso

Apaixonado por carros desde criança, se formou em jornalismo para trabalhar com automóveis. Realiza esse sonho desde 2006, e participando no AUTOO a partir de 2023

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções