Chevrolet Tracker terá recall; novas regras impedem licenciamento sem o reparo

Com alterações no CTB, cumprimento das campanhas torna-se mais efetivo
Chevrolet Tracker 2021

Chevrolet Tracker 2021 | Imagem: Divulgação

A GM convocou nesta segunda-feira (19) os proprietários do Chevrolet Tracker para uma campanha de recall, que já pode ser agendada na rede de concessionários. 

Segundo a fabricante, o recall afeta unidades do SUV modelos 2020 a 2022 com numeração de chassi LB900009 a NB100146 produzidos entre 25 de outubro de 2020 até 8 de abril de 2021.

O problema afeta o isolador acústico do carpete. Segundo a fabricante, “em caso de colisão, onde o acionamento dos pré-tensionadores abdominais dos cintos de segurança dianteiros é esperado, constatou-se a possibilidade de fagulhas decorrentes do seu funcionamento normal atingirem o isolador acústico do carpete”. Com isso, existe “possibilidade de princípio de incêndio na região inferior da coluna B, podendo resultar em danos materiais, lesões físicas graves, ou até mesmo fatais, ao motorista e aos ocupantes do veículo”. De acordo com a GM, o reparo consiste na instalação de uma proteção no isolador acústico do carpete, o que leva até 1h30min para ser feito. 

Vale destacar que, com as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro, que passaram a vigorar a partir do dia 12 deste mês, quem não atender campanhas de recall não conseguirá realizar o licenciamento do carro. Portanto, é cada vez mais importante todos os motoristas ficarem atentos às novas regras, o que também ajuda a preservar a segurança de todos. 

Chevrolet Tracker 2021
Chevrolet Tracker 2021
Imagem: Divulgação