Chinês dono da Geely torna-se o principal acionista da Daimler

Chineses adquirem o controle acionário do conglomerado dono da marca Mercedes-Benz
Mercedes-Benz

Mercedes-Benz | Imagem: Divulgação

Em um movimento no mínimo arrojado, os chineses mostram a sua força do lado financeiro.

Segundo uma notícia veiculada pela Reuters e o Automotive News Europe, o chinês Li Shufu tornou-se o principal acionista da alemã Daimler, conglomerado alemão que reúne a marca Mercedes-Benz com suas divisões de automóveis, caminhões e veículos comerciais, bem como a smart dentre outras companhias.

A negociação, segundo um documento regulatório divulgado pela Daimler nesta sexta-feira (23), contempla uma negociação de cerca de US$ 9 bilhões e concederá à Shufu 9,69% de participação acionária na Daimler. Shufu também é o proprietário e presidente da Geely Holding Group.

Segundo bastidores, a chinesa Geely estaria de olho na tecnologia da Daimler e de suas marcas como a Mercedes-Benz com foco na propulsão elétrica que será aplicada nos futuros modelos do conglomerado alemão.

Um porta-voz da Daimler, por sua vez, declarou que a negociação é um investimento privado de Shufu. A Geely tentou no fim do ano passado realizar uma compra de 5% de ações da Daimler por meio da emissão de novos papéis da empresa alemã, mas a Daimler declinou a oferta ao alegar que não queria diluir o valor das ações atualmente nas mãos de seus investidores. 

Os chineses mostram um apetite voraz no segmento automotivo, com destaque para as operações da Geely Holding Group. Além da própria marca Geely Automobile na China, a holding é a principal acionista da Volvo e também controla a inglesa Lotus desde 2013. O grupo chinês também lançou recentemente sua marca Lynk & Co na China, a qual também será levada para a Europa e outros mercados.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!