Curitiba investe em carros elétricos na frota municipal

Iniciativa faz parte de uma parceria com a Renault-Nissan e visa melhorar a mobilidade na capital paranaense

Ao todo, são 14 veículos na frota | Imagem: Divulgação

Na última quinta-feira (05), Dia Mundial do Meio Ambiente, a prefeitura da cidade de Curitiba (PR) recebeu os primeiros veículos elétricos que fazem parte do Projeto Ecoelétrico, que visa a implantação de alternativas para melhorar a mobilidade no trânsito e reduzir a emissão de poluentes.

Ao todo, serão 11 carros, cedidos em comodato pela Renault e pela Itaipu Binacional, todos movidos a energia elétrica. Entre os modelos, estão cinco Renault Zoe, equipados com motor elétrico de 88 cv com torque de 22,4 kgfm cuja autonomia é de 210 km em ciclo misto, diz a marca; três unidades do utilitário Kangoo Z.E., com motor de 60 cv que gera uma autonomia divulgada de 170 km; por último, três unidades do mini urbano Twizy, equipado com motor elétrico de apenas 17 cv, o moderminho roda até 100 km em ciclo misto com apenas uma carga de bateria.

Para completar a frota, haverá ainda três mini-ônibus de propulsão elétrica. De acordo com o projeto, a prefeitura deve utilizar os veículos por pelos menos dois anos para atender a Secretaria de Trânsito (Setran), Guarda Municipal e Instituto Curitiba de Turismo.

O projeto é uma parceria entre a Prefeitura de Curitiba, Itaipu Binacional, Aliança Renault-Nissan e CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel) de Portugal. Com a iniciativa, a capital paranaense passa a ter a maior frota pública de veículos movidos a eletricidade no país.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!