Daimler separa operações de caminhões e ônibus e terá foco na Mercedes-Benz

Medida poderá conferir mais agilidade aos negócios da empresa alemã
Mercedes-Benz

Mercedes-Benz | Imagem: Divulgação

A Daimler revelou nesta quarta-feira (3) uma profunda mudança estratégica em suas operações. O conglomerado anunciou que seu conselho administrativo concordou com a separação da divisão de ônibus e caminhões da gigante alemã em uma nova empresa independente da companhia. Com isso, será criada a Daimler Truck, que deverá preservar uma boa participação acionária dos atuais investidores na Daimler. A ideia é que a transação e a listagem da Daimler Truck na Bolsa de Valores de Frankfurt sejam concretizadas até o fim deste ano.

Com isso, a divisão de automóveis e veículos comerciais leves da Daimler deverá adotar somente a designação Mercedes-Benz a partir do momento em que a separação das atividades estiver concluída.

Este é um momento histórico para a Daimler. Representa o início de uma profunda reformulação da empresa. A Mercedes-Benz Cars & Vans e a Daimler Trucks & Buses são empresas diferentes com grupos de clientes próprios, além de caminhos de tecnologia e necessidades de capital específicos. A Mercedes-Benz é a marca de carros de luxo mais valiosa do mundo, oferecendo os carros mais desejados para clientes exigentes. A Daimler Truck, por sua vez, fornece soluções e serviços de transporte líderes da indústria aos clientes. Ambas as empresas atuam em setores que estão passando por grandes mudanças tecnológicas e estruturais. Diante deste contexto, acreditamos que elas serão capazes de operar de forma mais eficaz como entidades independentes, dotadas de forte liquidez e livres das restrições de uma estrutura de conglomerado”, declarou Ola Källenius, presidente do conselho de administração da Daimler e da Mercedes-Benz em comunicado da empresa. 

Temos confiança na força financeira e operacional de nossas duas divisões de veículos. E estamos convencidos de que uma gestão e governança independentes lhes permitirão operar com ainda mais rapidez, investir de forma mais ambiciosa, buscar crescimento e cooperação e, assim, tornarem-se significativamente mais ágeis e competitivos”, acrescenta Källenius.

A nova divisão de ônibus e caminhões revelou que, entre seus planos, está o foco no desenvolvimento de modelos com zero emissão de poluentes. A Daimler Truck torna-se a maior fabricante de ônibus e caminhões do mundo, com posições de liderança na Europa, América do Norte e Ásia, além de empregar mais de 100 mil funcionários ao redor do mundo. Ao todo, a Daimler Truck será responsável por gerir sete marcas, são elas: BharatBenz, Freightliner, Fuso, Mercedes-Benz, Setra, Thomas Built Buses e Western Star.

Em 2019, a Daimler Trucks produziu cerca de meio milhão de ônibus e caminhões somando todas as suas operações, inclusive aqui no Brasil, onde conta com uma unidade produtiva em São Bernardo do Campo (SP). De forma isolada, a Daimler Trucks apontou uma receita global de 40,2 bilhões de euros em 2019, enquanto a Daimler Buses, no mesmo ano, foi responsável por trazer mais 4,7 bilhões de euros para a divisão.

Por fim, em seu comunicado, a Daimler cita que a renomeação completa do braço de automóveis e comerciais leves da empresa para Mercedes-Benz vai ocorrer “no tempo apropriado”. “A Mercedes-Benz será a empresa mais proeminente do mundo no setor de carros de luxo, comprometida em ser líder em eletrificação e softwares para automóveis”, detalha a fabricante. 

Mercedes-Benz Actros
Mercedes-Benz Actros
Imagem: Divulgação