Dodge tem futuro incerto, aponta site

Picapes e o superesportivo Viper já foram separados da marca e outros modelos poderão ser repassados a Chrysler

Futuro da Dodge é nebuloso | Imagem: Dodge

Desde que a Fiat iniciou a compra do Grupo Chrysler em 2009, a marca Dodge é a divisão que mais vem passando por mudanças. As picapes, que eram um dos produtos mais importantes da divisão, foram separadas e transformadas em marca individual, no caso a RAM. O mesmo ocorreu com o superesportivo Viper, que agora responde pela bandeira SRT, de carros de alta performance.

E essa transformação, segundo aponta o site WardAuto.com, poderá ir além, a ponto até de até poder descontinuar as atividades da divisão em breve. Conforme reporta a fonte, isso poderá ocorrer já em 2016.

Avaliação: O Dodge Durango, nada Kid

A previsão é de que o catálogo de produtos da marca fique cada vez menor. Como afirma o site, os modelos Durango e Grand Caravan têm futuro incerto, enquanto veículos das divisões Jeep e Chrysler já tem planos definidos.

No cenário atual de carros do grupo, as marcas Dodge e Chrysler se sobrepõem: ambas tem veículos iguais, mas com visuais distintos. A publicação aponta, de acordo com fontes ligadas a empresa, de que isso deve terminar. Desta forma, veículos atuais da Dodge poderiam ser repassados à Chrysler e Fiat.

O Grupo Chrysler não comenta sobre a possibilidade de encerrar a Dodge. Em 2012 a montadora vendeu cerca de 1.600 veículos no Brasil e neste ano o número já se aproxima das mil unidades. Os produtos da marca oferecidos no País são os utilitários Journey e Durango.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!