Eletrificação da Jeep vai começar já em 2020

Executivo da marca afirma que os primeiros a chegar serão Renegade, Compass e Wrangler com motorização híbrida
Jeep

Jeep | Imagem: Divulgação

A Jeep já havia se comprometido com a eletrificação de toda a sua linha até 2022, sendo que, a partir de 2020, modelos como Renegade, Compass e Wrangler já devem apresentar opções híbridas que podem ser carregadas tanto pelo motor a combustão quanto por tomadas convencionais.

No entanto, as versões 100% elétricas devem aparecer logo depois. Em entrevista à publicação The National, o presidente global da Jeep, Christian Meunier, afirmou que “lançaremos os modelos PHEV (híbridos plugáveis) e, logo em seguida, deveremos ter a chegada dos primeiros Jeep 100% elétricos. Até 2022, todos os modelos da Jeep devem ser eletrificados”.

O executivo não confirmou qual será o primeiro SUV da marca a ser totalmente eletrificado, mas especula-se que deverá ser um modelo do porte do Compass. O Wrangler também está incluso nesses planos, assim como o Renegade, mas, para o Jeep de entrada, a opção elétrica deve aparecer somente após a chegada de uma nova geração. Segundo o chefe da Jeep, os híbridos plugáveis da marca deverão oferecer cerca de 450 km de autonomia com o motor a combustão e mais cerca de 50 km com o propulsor elétrico.

Para Meunier, “nem todos os V8 do mundo unidos conseguem superar a aceleração e o torque de um motor elétrico. Creio que a eletrificação seja vantajosa no offroad”. Além disso, o executivo da Jeep vê vantagens na eletrificação também para as pessoas que acampam em locais remotos: “para os campistas, ter um carro alimentado por baterias serviria também de fonte para todos os equipamentos elétricos”.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!