Em 23 anos, Toyota vendeu 15 milhões de híbridos e evitou mais de 120 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera

Segundo a fabricante, hoje os benefícios da tecnologia já são percebidos pelo consumidor brasileiro
Toyota Prius 2016

Toyota Prius 2016 | Imagem: Divulgação

Marca importante foi alcançada pela Toyota nesta semana. A fabricante japonesa celebrou o feito de mais de 15 milhões de híbridos vendidos no mundo desde a estreia da primeira geração do Prius, em 1997. Pioneiro nesse tipo de propulsão, ele tornou-se o primeiro automóvel produzido em massa a contar com a solução que mescla um propulsor térmico com outro elétrico para movimentar o veículo.

Segundo a Toyota, sua tecnologia híbrida reduziu as emissões de CO2 em mais de 120 milhões de toneladas em todo o mundo até o momento se comparado com as vendas de veículos a gasolina equivalentes. “A decisão da empresa de desenvolver veículos híbridos começou há mais de 25 anos, quando Takeshi Uchiyamada liderou uma equipe para apresentar um carro para o século 21, que reduziria as emissões de gases de efeito estufa e outros poluentes nocivos”, explica a fabricante em comunicado.

Considerando as marcas Toyota e Lexus (divisão de modelos premium), o grupo japonês soma hoje 44 opções de modelos híbridos vendidos ao redor do mundo. Hoje em dia, aqui no Brasil, a Toyota oferece o Corolla, o RAV4 e o Prius com esse sistema de propulsão, que hoje encontra-se em sua quarta geração.

A Toyota destaca que não vê um cenário único no quesito de conjuntos mecânicos e vislumbra um futuro em que as diferentes tecnologias eletrificadas, incluindo veículos híbridos e híbridos plug-ins (PHEV), movidos a célula de combustível (FCEV) e bateria elétrica (BEV), fazem parte.

Em nosso país, a Toyota começou a oferecer o Prius em 2013, ano em que emplacou 323 unidades de acordo com dados da fabricante. Em 2019, a marca somou um total de mais de 14 mil veículos híbridos vendidos pela Toyota no Brasil ao longo desses seis anos, sendo o Prius responsável por 6.836 unidades dentro deste período, ou 46% do total.

“A estratégia da Toyota mirava a utilização do Prius como desbravador do mercado, a fim de multiplicar os benefícios da tecnologia e sua aplicação, preparando a hibridização de todo o portfólio brasileiro. A partir de 2019, o plano entrou em ação. A RAV4 e o Corolla híbrido flex, único no mundo, ambos apresentados no ano passado aos consumidores brasileiros, fecharam com participação de 60% do total de modelos híbridos vendidos pela marca, com 3.161 e 3.635 unidades, respectivamente. Isso significa que, em menos de seis meses ao longo de 2019, os dois modelos obtiveram demanda exponencial, o que mostra que a tecnologia híbrida no País começa a ser mais conhecida e seus benefícios já são percebidos pelo consumidor brasileiro”, finaliza a empresa.

Toyota Corolla 2020
Acima o conjunto propulsor híbrido presente na nova geração do Toyota Corolla
Imagem: Divulgação