Empresa chinesa cria carro ''sob medida'' para motoristas de aplicativo

Modelo foi desenvolvido pela Didi Chuxing em parceria com a BYD
Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD

Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD | Imagem: Divulgação

Novidade interessante foi revelada recentemente na China. A DiDi, empresa da potência asiática especializada em mobilidade e dona da 99 no Brasil, revelou o D1, por ela classificado como o “primeiro veículo elétrico do mundo feito sob medida para motoristas do aplicativo”. O automóvel foi desenvolvido em parceria com a também chinesa BYD. 

A novidade será lançada nos próximos meses por meio de leasing aos parceiros da DiDi nas principais cidades chinesas. O D1, explica a DiDi em comunicado, teve o seu desenvolvimento baseado na experiência da empresa e na análise de dados de sua base de usuários de mais de 550 milhões de passageiros e 31 milhões de motoristas cadastrados. Ainda de acordo com a empresa, foram analisados quase 10 milhões de sugestões e feedbacks. 

O D1 traz como diferenciais “segurança extra, eficiência operacional e experiência do passageiro/motorista”, declara a DiDi. O modelo será equipado com recursos como alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, incluindo a detecção de pedestres, além do aviso de saída involuntária da faixa de rodagem. Especificamente com relação ao uso em plataformas de mobilidade, o D1 contará com um sistema de monitoramento do motorista e inteligência artificial para monitoramento e análise de voz e vídeo. 

Na parte externa, luzes codificadas por cores e as portas deslizantes facilitam o embarque e o desembarque dos passageiros de forma rápida e segura. A DiDi adianta que, apesar de compacto, o veículo oferece bom espaço aos passageiros e um sistema de infoentretenimento para eles. Adaptações aos motoristas incluem um assento com design ergonômico, ideal para longos períodos ao volante. 

Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD
Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD
Imagem: Divulgação

Outro recurso interessante oferecido pelo D1 será o “DiDi Smart Driver”, que integra todo o fluxo de serviço de recepção de corridas, desde a verificação do motorista, embarque e desembarque até o pagamento e atendimento ao cliente. 

Sem entrar em detalhes técnicos sobre o D1, a DiDi e a BYD detalham apenas que o conjunto de propulsão 100% elétrico do modelo é capaz de atingir um consumo médio de 12,8 kWh/100 km. 

Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD
Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD
Imagem: Divulgação

Segundo a empresa de mobilidade, a China é o maior mercado de transporte do mundo, mas é também o menos abastecido. A mobilidade compartilhada representa menos de 3% do total das demandas endereçadas. A DiDi pretende aumentar essa taxa para 8% até 2022. 

Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD
Acima o D1, modelo desenvolvido pela DiDi e a BYD
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!