Sete grandes fabricantes se juntam para ampliar a rede de carregamento de carros elétricos nos EUA

Fazem parte do plano a BMW, General Motors, Honda, Hyundai, Kia, Mercedes-Benz e Stellantis, que devem implantar infraestrutura até meados de 2024
Carregador

Carregador | Imagem: Divulgação

Sete dos maiores fabricantes de veículos do mundo (BMW, General Motors, Honda, Hyundai, Kia, Mercedes-Benz e Stellantis), se juntaram com o objetivo de acelerar a transição para veículos elétricos na América do Norte. A iniciativa visa tornar o carregamento de veículos elétricos mais prático e acessível para impulsionar a adoção em massa dessa tecnologia. 

Para tal, as empresas iniciaram o desenvolvimento conjunto de uma nova rede de carregamento de alta potência, composta por 30 mil carregadores, que serão distribuídos estrategicamente em todo o território norte-americano. A rede terá como objetivo oferecer uma experiência de carregamento mais rápida, a fim de atrair mais pessoas para o mundo dos elétricos. 

Um dos principais diferenciais da iniciativa é o compromisso de alimentar as estações de carregamento apenas com energia renovável. Visto que a maior parte da rede elétrica americana é abastecida por usinas de petróleo, gás natural e carvão.  

Novas normas para a divulgação do alcance de carros elétricos já estão em vigor no Brasil
Novas normas para a divulgação do alcance de carros elétricos já estão em vigor no Brasil
Imagem: Reprodução internet

A CEO da GM, Mary Barra, destacou o empenho da empresa em promover um futuro totalmente elétrico e reforçou que "quanto melhor a experiência que as pessoas tiverem, mais rápida será a adoção de veículos elétricos." 

A implementação da nova rede de carregamento está programada para começar nos Estados Unidos em meados de 2024, com planos futuros para expansão até o Canadá. A localização estratégica das estações será em áreas metropolitanas e ao longo de rodovias, com a intenção de facilitar viagens de longa distância para os proprietários de veículos elétricos. 

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Com a expectativa de que as vendas de veículos elétricos nos EUA excedam 50% das vendas totais até 2030, a expansão da infraestrutura de carregamento é algo necessário. Mas não se sabe ao certo se os EUA terão uma rede de abastecimento elétrica que possa suprir a demanda desse novo setor criado, e se ela será limpa.

 

Recomendados por AUTOO

Youtube
Nova Chevrolet Spin 2025

Nova Chevrolet Spin 2025

Minivan renovada quer fazer frente aos quase SUVs do mercado
Aviação
Argentina terá caças F-16

Argentina terá caças F-16

Jato supersônico é rival do Saab Gripen, da Força Aérea Brasileira. Veja quantos aviões nossos vizinhos compraram
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!