Está de olho num carro elétrico? Entenda a sopa de letrinhas

Carregamento AC ou DC, kWh, potência em kW; novas tecnologias trazem termos não habituais no mundo automotivo
BYD Brasil tem uma espécie de obrigação moral em montar uma rede própria de carregamento, no mínimo nos mesmos moldes do que já faz a Volvo

BYD Brasil tem uma espécie de obrigação moral em montar uma rede própria de carregamento, no mínimo nos mesmos moldes do que já faz a Volvo | Imagem: Divulgação

Quem acompanha o mundo automotivo está acostumado a siglas como cv para potência, kgfm para torque, km/l para o consumo e muitas outras. Com a popularização dos carros elétricos, novos termos entraram em voga. Carregamento pode ser AC ou DC. A capacidade da bateria é medida em kWh, a potência do motor é medida em kW —embora seja comum a equivalência em cavalos. 

VEJA TAMBÉM:

Claro que esses não são termos novos. Já são usados há muito tempo por quem trabalha com eletricidade, mas são novidade para muitos mecânicos. Vale, então, entender o que é cada conjunto de letras, pois serão cada vez mais comuns com o avanço da eletrificação da indústria automotiva.

Corrente de carregamento

Existem dois principais tipos de corrente para carregar um veículo elétrico: a corrente alternada (AC) e a corrente contínua (DC). "A energia da rede elétrica é sempre alternada, enquanto as baterias em geral conseguem apenas armazenar energia em corrente contínua. Existe, então, um conversor que retifica a corrente alternada da rede em corrente contínua para alimentar a bateria", disse o head de engenharia da WeCharge, Brendon Kulak.

Eletropostos da WeCharge passarão a cobrar de quem “esquece” o carro carregado no equipamento
Eletroposto da WeCharge
Imagem: Divulgação

O conversor fica no próprio carro e também é chamado de carregador de bordo ou em seu termo em inglês on-board charger (OBC). Este é o método mais comum para carregar veículos elétricos e a maioria dos carregadores utilizam corrente alternada para carga.

"Em caso de carregadores em corrente contínua, a conversão já é feita no próprio carregador. Como a energia não precisa ser retificada pelo carro, a carga nesse tipo de equipamento costuma ser mais rápida", explicou Kulak.

Capacidade da bateria

A quantidade de energia acumulada em uma bateria é medida em kWh (kilowatt hora). Quanto maior a capacidade da bateria, maior será o tempo para carregar completamente. Da mesma forma que quanto mais energia ela acumula, maior é a autonomia do carro.

Bateria
Bateria "Blade" da BYD, usada no Dolphin
Imagem: Divulgação

Vale lembrar que não é só o tamanho da bateria que determina o alcance do carro. O consumo do motor também faz essa medida variar. O consumo é medido em km/kwh da mesma forma que os carros a combustão medem em km/l.

Potência de carga

Carregamentos em corrente contínua (DC) são mais rápidos. Eletropostos ultrarrápidos, por exemplo, são capazes de carregar uma bateria em poucos minutos. Já os residenciais, AC, têm menos potência e, por isso, carregam mais lentamente.

"Sempre é bom verificar, no entanto, se o modelo do seu carro aceita esse tipo de carga. Alguns modelos têm um limite de potência para proteção da bateria, então não adianta ligar em um carregador de 350 kW se o carro é limitado a carregar em 10 kW", disse o engenheiro da WeCharge.

Taxa de tempo ocioso começa a ser cobrada 15 minutos depois de finalizada a recarga
Carregador da WeCharge
Imagem: Divulgação

Tirando essas limitações, um carro com bateria de 24 kWh, com uma potência de carregamento de 3,7 kW, levará em torno de 7 horas para ter a bateria totalmente carregada. No caso do mesmo carro, mas utilizando um carregador de 11 kW, levaria menos de 3 horas para ter a bateria cheia.

Potência do motor

Motores elétricos, ao contrário dos propulsores a combustão, têm a potência medida em kW, assim como um liquidificador ou furadeira —que nestes casos não chegam a ter “kilo”, de mil, ficando somente nos W (wattss). 

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Apesar disso, até mesmo por costume comercial de se usar os cavalos (cv), é possível fazer essa conversão. Sendo assim, 1 kW equivale a cerca de 1,36 cv. O torque segue sendo medido em kgfm (quilograma força x metro), como nos motores a gasolina.

Recomendados por AUTOO

Youtube
Nova Chevrolet Spin 2025

Nova Chevrolet Spin 2025

Minivan renovada quer fazer frente aos quase SUVs do mercado
Aviação
Argentina terá caças F-16

Argentina terá caças F-16

Jato supersônico é rival do Saab Gripen, da Força Aérea Brasileira. Veja quantos aviões nossos vizinhos compraram
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!