Estratégia da Stellantis para SUVs de Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën fica mais clara

Com estreia do Fiat Pulse, podemos ter uma boa ideia de como será o portfólio do conglomerado
Pulse, Renegade e a projeção de Kleber Silva para o futuro projeto 376, da Fiat

Pulse, Renegade e a projeção de Kleber Silva para o futuro projeto 376, da Fiat | Imagem: Montagem AUTOO

Mostrando-se uma fusão muito bem-sucedida, a Stellantis está provando ao longo dos últimos meses que é possível criar uma competente estratégia de complementaridade entre seu vasto portfólio de marcas, todas elas muito consolidadas e com um histórico respeitável.

Aqui no Brasil, onde opera, entre outras iniciativas, por meio da Jeep, Fiat, Peugeot, Citroën e Ram, a Stellantis começa a deixar cada vez mais clara qual será sua estratégia envolvendo SUVs de suas diferentes marcas daqui para frente.

O Fiat Pulse, sem dúvida, explicou em grande parte como será essa engenharia da Stellantis na composição do seu portfólio de SUVs daqui para frente, delineando as funções e os limites em que cada uma de suas marcas vai atuar.

Confira em nosso vídeo-análise abaixo todos os detalhes: