FCA pede patente de novo motor seis-em-linha turbinado

Registro de patente mostra interesse do grupo Fiat-Chrysler em substituir o atual Pentastar V6, largamente usado na empresa
Motor 3.6 V6 Pentastar: unidade de potência amplamente usada na gama FCA

Motor 3.6 V6 Pentastar: unidade de potência amplamente usada na gama FCA | Imagem: Divulgação

Com o atual motor Pentastar V6 próximo a completar uma década de vida, aparentemente a FCA está mostrando interesse em substituí-lo no futuro para uso nos modelos da Fiat-Chrysler. O grupo pediu um registro de patente nos EUA para um novo propulsor de seis cilindros em linha sobrealimentado por turbo, conforme informações do site Mopar Insiders.

A patente mostra itens como uma válvula de recirculação de gases para uso em motores turbinados, item que é obrigatório em alguns países onde a restrição de emissão de poluentes é muito restrita. De acordo com a publicação, a FCA pretende limitar a capacidade do motor a três litros, também para evitar taxações adicionais em alguns países. Atualmente, o Pentastar V6 é oferecido com 3,6 litros de capacidade, mas sem turbo.

O Mopar Insiders especula ainda que novo motor de seis cilindros em linha tem potencial para oferecer diversas entregas de potência, variando entre 360 cv e 525 cv. Caso a informação se confirme, o novo propulsor poderia não só substituir o atual Pentastar, que tem “apenas” 295 cv, como também atingir a performance de alguns dos atuais motores V8 de modelos da Chrysler, Dodge, RAM e Jeep.

Atualmente, o motor Pentastar V6 3.6 pode ser encontrado em diversos produtos da FCA, sempre entregando os 295 cv de potência e cerca de 35 kgfm de torque. Entre os conhecidos dos brasileiros estão carros como Jeep Grand Cherokee e Dodge Durango, enquanto a nova geração do Jeep Wrangler também pode ser equipada com este propulsor.

Linha de produção do atual 3.6 V6 Pentastar
Linha de produção do atual 3.6 V6 Pentastar
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!