Ferrari de John Lennon vai a leilão

Modelo 330GT de 1965 foi o primeiro carro do ex-beatle; lances começam em R$ 560 mil

O modelo com motor 4.0 V12 frontal ainda funciona | Imagem: Bonhams

Qualquer objeto que tenha pertencido um dia a alguns dos integrantes dos Beatles automaticamente se transforma em relíquia valiosa, seja um caderno ou então uma antiga peça de roupa. O que dizer então de uma Ferrari que pertenceu a John Lennon?

Um modelo 330GT do ex-beatle, fabricado em 1965 e parte de uma série de 500 unidades, será o principal artigo do leilão Bonhams Goodwood Festival of Speed Sale, Chichester, no Reino Unido, que acontece em 12 de junho. Segundo a organização do evento, os lances pelo carro devem começar em ₤ 180.000, aproximadante R$ 560 mil. Quem dá mais?

Além de ser um veículo clássico interessante, essa Ferrari curiosamente foi o primeiro automóvel de John Lennon. A notícia sobre a aprovação do ex-beatle no teste de habilitação virou manchete na Inglaterra e as montadoras foram correndo para a casa do músico em Waybridge para tentar conquistar o famoso cliente. Foram oferecidos a ele carros da Maserati, Aston Martin, Jaguar, entre outros. Lennon, na porta de casa, escolheu uma Ferrari azul.

Veja mais: Lamborghini de Paul McCartney vai a leilão

Na época, o músico pagou ₤ 6.500 (R$ 20.200) pelo carro, equivalente a ₤110.000 na cotação atual, algo em torno de R$ 342.000. O modelo ficou com Lennon até 1980, quando foi adquirido pelo proprietário atual e que agora decidiu vendê-lo.

Veja mais: Primeiro Batmóvel bate recorde em leilão

A Ferrari 330GT de John Lennon era uma versão “2-2”, com carroceria 50 cm mais longa, o que permitia a instalação de um banco traseiro. O modelo foi um dos principais produtos da marca italiana na década de 1960, com produção entre 1963 a 1968. O carro do ex-beatle tem motor 4.0 V12 com mais de 300 cavalos de potência e, segundo a casa leilões, funciona perfeitamente.

Quem comprar o carro ainda receberá um certificado sobre as restaurações efetuadas no veículo ao longo do tempo e documentos comprovando que o modelo ofertado realmente pertenceu a John Lennon.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!