Ferrari quer ampliar uso da Fórmula 1 em seus carros de rua

Marca italiana estuda implantar KERS em seu primeiro superesportivo híbrido

Ferrari prepara seu primeiro modelo híbrido | Imagem: divulgação

A Ferrari estuda a possibilidade de utilizar mais tecnologias empregadas nos bólidos de Fórmula 1 em seus carros de rua. A informação foi passada pelo próprio CEO da marca, Luca Cordero di Montezemolo, a agência de notícias Automotive News Europe.

Sem especificar quais inovações a marca pretende trazer para seus próximos superesportivos, o CEO disse que em breve utilizará o KERS (sistema de recuperação de energia cinética) em um superesportivo, que ao que tudo indica deve ser o primeiro modelo híbrido de produção da montadora. Nesse caso, o sistema aproveitará a energia proveniente das frenagens para ajudar a recarregar as baterias. Vale lembrar que, em 2010, a Ferrari apresentou o conceito 599 HY-KERS no Salão de Genebra.

Montezemolo ainda relembrou que a montadora foi a primeira a trazer da Fórmula 1 para um carro “normal” a transmissão manual robotizada – ou automatizada – que, no Brasil, se tornou popular por equipar carros populares como Fiat Palio (Dualogic) e Volkswagen Gol (i-Motion).

Assine a newsletter semanal do AUTOO!