A Fiat quer transformar o 500 (Cinquecento) no modelo premium mais vendido do Brasil. O subcompacto, que se inspira no clássico carrinho da década de 1950, deixará de ser importado da Polônia para vir do México. Com isso, seu preço cairá por conta da isenção de imposto de importação.

Em abril, AUTOO antecipou que a Fiat planejava ter uma versão de entrada por um preço próximo de R$ 40.000, o que seria algo extremamente agressivo – hoje o mais barato 500 polonês custa mais de R$ 60.000.

Agora, às vésperas do lançamento, que ocorre na semana que vem (nos dias 23 e 24), o blog Autos Segredos confirmou nossa informação: segundo o site, o modelo mais barato, o 500 Cult manual, custará R$ 39.900.

Apesar do preço mais baixo, o 500 Cult terá lista de equipamentos respeitável, entre eles, freios ABS com EBD, ESP (controle de estabilidade), airbags duplos, direção, vidros, retrovisores e travas elétricas, ar-condicionado manual, rodas de liga aro 15 e motor 1.4 Evo flex.

AUTOO estará no evento de lançamento e trará uma avaliação e outros detalhes do Fiat 500 feito no México.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/