Fiat e Jeep comemoram 1,5 milhão de motores E.Torq produzidos no Brasil

Fábrica de Campo Largo (PR) está nas mãos do Grupo FCA há 11 anos
Fábrica de motores da FCA em Campo Largo

Fábrica de motores da FCA em Campo Largo | Imagem: Divulgação

A fábrica do Grupo FCA em Campo Largo, no Paraná, comemorou esta semana a incrível marca de 1,5 milhão de motores da família E.Torq produzidos. Comprada em março de 2008 pela Fiat, a unidade é a responsável pela produção dos motores 1.6 e 1.8 que equipam alguns carros da Fiat e da Jeep.

“A planta de Campo Largo é um centro de excelência na produção de motores e um ativo fundamental para a estratégia da FCA não somente no Brasil, mas globalmente”, afirmoa Antonio Filosa, presidente do Grupo para a América Latina. Atualmente a fábrica concentra cerca de 400 colaboradores em todos os seus turnos.

Entre os principais carros equipados com os motores da família E.Torq estão Fiat Argo, Toro, Cronos, Palio Weekend e Jeep Renegade. Além disso, a fábrica também exporta motores para Argentina, Itália e Turquia.

Tritec

Para quem não se lembra, a fábrica de motores paranaense não foi construída pela Fiat e sim pela parceria entre a BMW e a Chrysler, então prestes a se tornar parte do grupo Daimler. Isso ocorreu em 1997 e o objetivo era fornecer motores de 1.4 e 1.6 litro de quatro cilindros a gasolina para modelos da Mini e da Chrysler como PT Cruiser e o sedan Neon. Os primeiros propulsores foram produzidos em 2003 e a fábrica da Tritec, como era chamada, só durou alguns anos até que em 2008 a Fiat adquiriu as instalações. Ironicamente, Campo Largo voltou a fornecer motores para modelos da Chrysler, nesse caso, Jeep, anos mais tarde.

 

Chrysler PT Cruiser 2001
Chrysler PT Cruiser: modeleo recebeu motores da antiga fábrica da Tritec
Imagem: Divulgação

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!