Nessa nova fase pós-crise mundial, GM e Ford andam mais atentas aos anseios dos consumidores, mas isso não impediu que as duas quase cometessem erros em suas estratégias de novos produtos.

Curiosamente, as duas marcas sugeriram lançar novas minivans nos Estados Unidos, mas desistiram antes que elas chegassem de fato às concessionárias. Segundo rumores, os modelos não causaram grande entusiasmo em pesquisas.

A GM foi a primeira a voltar atrás com o Orlando, uma minivan em formato de caixote que foi batizada com o nome da cidade da Flórida. Apesar disso, o veículo hoje é vendido em outros países, inclusive na Europa. De acordo com fontes na marca, uma clínica teria apontado uma forte rejeição ao projeto.

Na semana passada foi a vez da Ford anunciar que a C-Max, uma minivan derivada do Focus de 3ª geração, não será mais lançada no mercado norte-americano na versão de sete lugares. Em seu lugar, a montadora venderá uma versão menor da C-Max com propulsão híbrida – para os clientes da marca, hoje é mais importante ter um veículo que gaste menos combustível que espaço para mais passageiros. Sinal dos tempos.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/