Marcos de Oliveira, presidente da Ford do Brasil, avisa que a fabricante norte-americana entra em 2011 preparada para um nova era: a de unificação de plataformas, que se tornam cada vez mais globais. Depois do New Fiesta, ícone deste movimento lançado há cerca de dois meses, chegam ao Brasil o novo Edge e o Fusion híbrido, novidades também com pouco tempo de vida lá fora.

O sedã chega por R$ 133.900, já disponível nas lojas da marca nos próximos dias, segundo Jorge Chear, diretor de Vendas e Marketing da Ford. Seu consumo médio, ainda de acordo com a montadora, é de 17,4 km/l, graças à combinação de um motor 2.5 litros a combustão a um elétrico, que juntos somam 191 cv. Ajudam na economia o sistema stop/start e os freios regenerativos, que captam a energia dissipada dos freios. O Fusion 2.5 “normal” apresenta consumo de 9,2 km/l.

Outra novidade é o novo Edge, que chega com visual renovado, motor 20 cv mais potente (289 cv) e novos equipamentos, como o sistema que evita ponto cego nos retrovisores externos. Seu preço é outra boa notícia: a partir de R$ 122.000, bem mais em conta que os quase R$ 160.000 pedidos anteriormente.

Quanto ao Focus, há a nova nomenclatura Titanium, destinada à versão topo de linha.

Oliveira ainda destacou a previsão de a indústria nacional vender neste ano 3,4 milhões de unidades, sendo que em 2011 essa quantia salta para 3,6 milhões.  Outro assunto destacado pelo executivo é a chegada dos chineses ao mercado nacional, que aumenta a competitividade entre todas as marcas.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Rodrigo Mora

|