Google cria carro autônomo próprio, sem pedais nem volante

Empresa desenvolve carro de dois lugares que dirige sozinho; passageiros limitam-se a apertar um botão e escolher o destino

Google desenvolve carro que dirige sozinho | Imagem: Divulgação

O Google apresentou na última terça-feira (17) em uma conferência na Califórnia (EUA) seu próprio carro autônomo. É a primeira vez que a gigante da internet constrói um veículo autônomo do zero - a empresa já havia incorporado a tecnologia em carros originalmente construídos por outros fabricantes, como o Toyota Prius. O protótipo de dois lugares foi revelado pelo co-fundador da empresa Sergey Brin.

Longe dos parâmetros que regem as linhas de produção convencionais, o Google desenvolveu um carro sem pedal de freio, sem acelerador, nem volante! A ação humana no carrinho fica limitada a um botão Stop-Go, que aciona e desliga o veículo (localizado entre os bancos), e a escolha do destino, que é exibida em uma tela pequena.

De acordo com Chris Urmson, diretor do projeto, os softwares e sensores fazem todo o trabalho, permitindo que o protótipo opere com segurança e de forma autônoma sem a necessidade de nenhuma intervenção humana. Segundo o Google, os sensores identificam qualquer ponto cego e possuem abrangência adequada para operar em áreas urbanas, já que podem detectar objetos dentro de uma distância de dois campos de futebol em todas as direções.

Confira o vídeo de apresentação do carro:

 

Para garantir a segurança na fase inicial de desenvolvimento, o primeiro lote de veículos terá velocidade limitada a 25 km/h. Por dentro, o veículo não parece ser muito confortável e, pelo que podemos ver no vídeo, o habitáculo é equipado com bancos e cintos de segurança, apenas. De fato, o design simples permitirá que o modelo seja rapidamente adaptado às suas necessidades conforme os testes vão avançando.

Os testes de rodagem estão previstos para começar em alguns meses, com uma frota de cem protótipos. As primeiras versões serão equipadas com controles manuais, no caso do sistema automático precisar de alguma intervenção em uma emergência. Se tudo der certo, um pequeno programa-piloto poderia começar na Califórnia dentro dos próximos dois anos.

Urmson declarou no blog oficial do Google que o objetivo final é desenvolver veículos que possam assumir totalmente a condução, para oferecer a mais pessoas a oportunidade de desfrutar de um transporte independente. Inclusive, pessoas com limitações como deficientes físicos e visuais e idosos por exemplo.

O Google não está sozinho na busca de aprimorar a tecnologia dos veículos autônomos, a Apple também manifestou interesse no assunto, enquanto as montadoras tradicionais como BMW, Nissan e Volvo estão há algum tempo trabalhando em seus próprios sistemas.

No Reino Unido, espera-se tais avanços ajudem a reduzir drasticamente o número de mortos em acidentes rodoviários. No entanto, muitas dúvidas com relação a segurança ainda permeiam o assunto. Será que dá pra confiar plenamente em um veículo que dirige sozinho?

Recomendados por AUTOO

Youtube
Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

5 pontos que explicam por que o veículo vende tanto até hoje
Aviação
Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Veículo elétrico ainda não leva pessoas e será testado em voo ainda em 2024
MOTOO
Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Conheça preço, ficha técnica, desempenho, motor cores e versões da moto confirmada para o Brasil