Kombi sairá de linha no final de 2013

Presidente da VW confirma fim da linha da van, em produção no país desde 1957

A Kombi produzida no Brasil, com motor 1.4 flex | Imagem: Volkswagen

Thomas Schmall, presidente da Volkswagen do Brasil, enfim contou sobre o futuro da Kombi para o mercado brasileiro. Em entrevista para a edição norte-americana da revista Car and Driver, o dirigente confirmou que o veículo, em produção no país desde 1957, será enfim descontinuado no final de 2013. O executivo também revelou que um substituto para a clássica van já está sendo desenvolvido.

A Kombi terá de sair de cena por não cumprir as novas regras de segurança que entrarão em vigor em 2014 no Brasil, que exigirão airbags e freios ABS, itens que não servem no modelo.

Schmall ainda disse que retirar a Kombi de linha faz parte de uma estratégia do grupo para se afastar da imagem de fabricante de “carros antigos”. O plano começou em 2011 na África do Sul, onde a VW deixou de produzir a primeira geração do Golf, que foi lançado nos anos 1970, e seguirá na China, onde a empresa se prepara para encerrar a produção do veterano sedã Santana, que será substituído por um novo carro global.

O executivo, porém, disse a publicação que o substituto da Kombi não está no topo das prioridades da divisão brasileira da VW, talvez um indicativo de que o modelo ainda pode demorar a chegar ao mercado. Schmall também revelou que a nova van não será uma derivação do conceito Bulli, que apareceu recentemente na conferência Rio-20.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!