Largando depois, WR-V supera Captur na estreia

SUV baseado no Fit emplacou 692 unidades em março contra 686 do Renault
Renault Captur 2017

Renault Captur 2017 | Imagem: Divulgação

A onda de estreias no segmento de SUVs compactos não para. Depois do Creta e do Captur agora foi a vez do WR-V, um derivado do Fit que a Honda desenvolveu no Brasil para suprir uma faixa de preços abaixo do HR-V, líder da categoria.

E o novo Honda estreou bem no mercado: em apenas duas semanas emplacou 692 unidades, volume suficiente para superar outro modelo recém lançado, o Captur, da Renault. O WR-V também vendeu mais que um SUV do qual se esperava mais, o Tracker, que a Chevrolet apresentou no final do ano passado e que recebeu o novo motor 1.4 Turbo, além de um facelift que o deixou mais atraente.

A boa receptividade do WR-V reforça a impressão de que marcas como Honda, Toyota e Hyundai estão em vantagem em relação às rivais por conta da imagem de segurança que conquistaram ao longo dos anos. Numa época de crise, o consumidor busca produtos mais confiáveis, mesmo que mais caros em alguns casos.

Pegue-se o exemplo do Captur, um belo automóvel, mas que sofreu para chegar a 686 unidades vendidas em março. Embora espera-se que esse volume cresça à medida que as novas versões 1.6 CVT cheguem em junho, é um sinal que a Renault padece desse receio do consumidor, mesmo que a marca tenha investido pesado na divulgação do seu lançamento.

Briga pela vice-liderança

Se o HR-V começou 2017 na liderança com uma certa tranquilidade, não se pode dizer o mesmo do Renegade. O modelo da Jeep está sofrendo a concorrência não só do Creta e do Kicks, que encostaram em março, mas também do sucesso do irmão Compass, que deve ter roubado algumas vendas nas faixas de preços em que se equivalem.

Com isso, o Renegade manteve o 2º lugar no acumulado, mas deve ser acossado pelo Kicks, que está prestes a começar a ser produzido no Brasil, e também pelo Hyundai Creta, que quase chegou a 3,5 mil emplacamentos no mês passado.

Por falar nisso, o segmento de SUVs compactos continua surpreendendo. No primeiro trimestre foram quase 53 mil emplacamentos contra 45,3 mil em 2016, alta de 16,8%. Com esse ritmo, é certo que as vendas deverão superar as 200 mil unidades em 2017.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!