Lifan prepara expansão da linha no Brasil

Marca chinesa vai entrar no ramo de veículos comerciais, sedãs e X60 vai tem câmbio AT

Lifan vai lançar até 5 carros até 2015 | Imagem: Lifan

Atualmente com apenas um produto no mercado brasileiro, o jipinho X60, a Lifan Motors vai iniciar uma ampliação de sua linha a partir de julho deste ano com modelos montados no Uruguai. Os primeiros a chegarem serão o sedã compacto 530, já avaliado pelo AUTOO na China, e logo em seguida chega o utilitário compacto Foison, exclusivo para utilização comercial.

“Esses novos produtos vão aumentar nossa participação no mercado brasileiro e também nos dará mais visibilidade”, contou ao AUTOO Jair Oliveira, diretor comercial da marca chinesa no Brasil. Até 2013, a marca ainda oferecia no País o sedã 620 e o compacto 320 – o “clone” do Mini Cooper -, que foram retirados do mercado nacional após registrar resultados comerciais insatisfatórios.

Veja mais: Conheça o Lifan 530, o "VW Voyage" chinês

O sedã 530, que compete com modelos nacionais como VW Voyage e o Fiat Siena, chegará às lojas em duas versões com preços entre R$ 35 mil e um pouco acima de R$ 40 mil, enquanto o Foison vai estrear na faixa dos R$ 40 mil. “Esse modelo virá primeiro na configuração com caçamba de aço e mais adiante haverá opções de diferentes implementos. Queremos aproveitar a onda dos foodtrucks, que está crescendo bastante”, explica Oliveira.

Já para 2015 a Lifan planeja lançar até três novos produtos. O primeiro deve ser o X60 com opção de câmbio automático sequencial de 6 marchas, que ainda está em fase de desenvolvimento. O segundo modelo confirmado é o X50, uma mistura de hatch “quase” médio com pinta de crossover. Esse carro, assim como o X60 AT, também está na fase final do projeto. “Vamos trazer esses carros somente quando atingirmos um nível de qualidade competitivo”, contou o diretor.

Veja mais: Lifan planeja ter fábrica no Brasil

Outro produto que deve chegar, mais ainda não é 100% de certeza, é o sedã médio (quase grande) 820. O carro, recém-lançado na China, combina elementos de design originais com certa inspiração em modelos de marcas ocidentais. Os faróis, por exemplo, parecem os usados em carros da Audi, como o A4. A ideia é trazer o veículo com uma grande quantidade de itens de série e um preço competitivo na categoria, em torno de R$ 70 mil. No mercado chinês, o modelo é oferecido com opções de motor 1.8 de 130 cv e 2.0 de 160 cv, ambos movidos a gasolina.

Lifan quer ser a melhor marca chinesa no Brasil

Qualidade virou obsessão para a Lifan Motors do Brasil, que traçou uma meta de se tornar a melhor fabricante chinesa em qualidade e serviços de pós-venda. A estratégia é parecida com a da Nissan, nas devidas proporções, que planeja ser a melhor fabricante japonesa no Brasil em nível de qualidade, satisfação com cliente e primeira em vendas, superando Toyota e Honda. No caso da Lifan, o objetivo é superar a JAC Motors e Chery, que também estão investindo pesado no País.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!