Limusine "esportiva", novo Mercedes-Benz Classe S surpreende gringos

Nova geração do luxuoso sedã deve ser apresentada apenas em setembro, mas promete uma série de inovações na categoria
Acima a nova geração do Mercedes-Benz Classe S ainda camuflada

Acima a nova geração do Mercedes-Benz Classe S ainda camuflada | Imagem: Divulgação

Com a previsão de ser apresentada em setembro, a nova geração do Mercedes-Benz Classe S pretende reforçar a posição do modelo como o padrão a ser seguido pela concorrência na categoria dos sedãs grandes luxo. A marca informou que a novidade trará também uma série de novidades tecnológicas para o segmento.

Os britânicos da Autocar conseguiram realizar um teste-drive rápido em uma unidade de pré-série do novo Classe S e se disseram impressionados com as soluções adotadas. No entanto, não estavam falando dos equipamentos de luxo aguardados em um modelo mais utilizado como uma limusine.

Visualmente, a publicação diz que as camuflagens do carro avaliado esconderam muitos detalhes da nova geração do Classe S, mas deve-se esperar mais uma evolução do design atual do que algo totalmente novo. Por dentro, o destaque dos britânicos foi para a temática mais simplificada e elegante da cabine. Alocando algumas funções extras na central multimídia, a Mercedes-Benz afirma ter reduzido em 27 o total de botões no painel.

De acordo com a Mercedes-Benz, a nova geração do modelo será “a limusine de luxo mais ágil e centrada na experiência do motorista já vista no segmento”. Para justificar essa afirmação um tanto audaciosa para a categoria dos grandes carros de luxo foram adotadas soluções antes vistas apenas nos modelos da linha AMG, divisão de performance da marca. 

Entre elas está o sistema de esterçamento para o eixo traseiro. Em baixas velocidades, ele vira as rodas de trás no sentido inverso das dianteiras, diminuindo o raio de giro em manobras. Em ritmo mais acelerado, o eixo traseiro copia a direção do dianteiro com uma graduação menor, focando em dar mais agilidade em curvas. Segundo a publicação britânica, deu certo e o novo Classe S parece um carro menor atrás do volante do que seu tamanho leva a crer.

Além do eixo traseiro direcional, a Mercedes-Benz disponibilizará à nova geração do Classe S uma nova geração do sistema de suspensão adaptativa. Entre as suas funções, ela atuará nivelando a carroceria em curvas, dando maior controle e dirigibilidade ao grande sedã de luxo da marca alemã. Com essa suspensão, também é possível impedir que o carro “mergulhe” nas frenagens.

Por último, mais um fator que os ingleses julgaram como positivo para a performance do carro foi o coeficiente aerodinâmico frontal de 0,22, valor extremamente baixo e que ajuda o novo Mercedes-Benz Classe S a “cortar” o ar com mais facilidade. Além de melhorar a velocidade máxima e o consumo de combustível, um coeficiente aerodinâmico baixo também auxilia na tarefa de manter a cabine silenciosa.

Enquanto as opções de motorização do novo Classe S ainda não foram divulgadas pela Mercedes-Benz, a publicação diz que o modelo estará disponível com um 3.0 turbo de seis cilindros em linha e um 4.0 V8 biturbo, ambos trazendo um sistema híbrido-leve de 48V. Um 2.9 turbodiesel de seis cilindros também será ofertado. 

Enquanto as versões normais do sedã não oferecerão mais um motor V12, o tradicional 6.0 turbo de 12 cilindros da marca ainda será opção nas configurações Maybach, a mais luxuosa da linha. Quanto aos híbridos plugáveis, uma configuração com o 3.0 a gasolina trabalhando em conjunto a um motor elétrico será a opção para essa categoria de propulsão.

Nova geração do Classe S deve estrear dentro de um mês
Detalhe do sistema de esterçamento das rodas traseiras em ação na nova geração do Classe S
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!