Locadoras de veículos tiveram um crescimento de 22% em 2023 no Brasil

Por outro lado, total pago em impostos diretos aumentou 21,3%, segundo a ABLA
locadoras

locadoras | Imagem: Divulgação

A Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA) divulga o balanço de 2023 com um faturamento bruto que cresceu 22% na comparação com o ano anterior. Foram R$ 44,9 bilhões ante R$ 36,8 bilhões. Por outro lado, o total recolhido em impostos diretos sobre a locação dos veículos aumentou  21,3%, com R$ 5,7 bilhões pagos pelas empresas do setor em PIS, COFINS, CSSL e IR no ano de 2023.

VEJA TAMBÉM:

Com apoio do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), a ABLA apurou que o setor de locação de veículos fechou 2023 com 1.570.820 automóveis e comerciais leves na frota, um crescimento de 9,5% sobre a frota das locadoras em 2022. Pela primeira vez na história do setor, a frota total do setor ultrapassou a marca de 1,5 milhão de unidades.  

Ao longo de 2023, as locadoras emplacaram 590.870 modelos zero quilômetro, equivalentes a 27,1% de todos os automóveis e comerciais leves emplacados no ano no país. O investimento em automóveis e comerciais leves chegou a R$ 65,99 bilhões, com R$ 19,1 bilhões pagos em IPI e ICMS. Em média, o investimento das locadoras por veículo emplacado foi de R$ R$ 112,6 mil.

Também no ano passado, houve 75,8 milhões de usuários de aluguel de carros, ante 69,3 milhões em 2022 – crescimento de 9,4%. O total de postos de trabalho nas locadoras subiu de 89.550, em 2022, para 98.274 ao final de 2023 (crescimento de 9,7%). 

A ABLA também divulgou a quantidade de locadoras ativas, que atingiu 26.423 empresas aptas a locar veículos no país, sendo 20.252 locadoras de automóveis e 6.171 locadoras de outros meios de transporte.

Eletrificados e usados

Locadoras
Locadoras tiveram um crescimento de 81,6% no aluguel de veículos eletrificados em 2023
Imagem: Divulgação

As locadoras terminaram 2023 com uma frota de 8.426 automóveis e comerciais leves eletrificados, crescimento de 81,6% na comparação com 2022. No ano passado, as empresas de locação emplacaram 3.787 unidades eletrificadas (crescimento de 36,1% em relação aos emplacamentos de 2022), o equivalente a 19,6% de todos os automóveis e comerciais leves eletrificados emplacados no país em 2023.  

No ranking de emplacamentos de automóveis e comerciais leves em 2023, a Fiat ficou com o primeiro lugar, vendendo 26,1% (154.207 carros) do total absorvido pelas locadoras. Em seguida apareceram a Volkswagen, com 17,9% (105.629); e a General Motors, com 17,7% de participação (104.650).

Já em relação à frota total do setor de aluguel de carros, incluindo os seminovos que permaneceram com as empresas e os novos emplacados no ano, a Fiat também terminou 2023 em primeiro lugar, com 426.621 automóveis e comerciais leves (27,2% de participação). Em seguida, vieram Volkswagen, com 308.934 (19,7%) e General Motors, com 233.086 (14,8%).

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

 

Carlos Guimarães

Jornalista há mais de 20 anos, já acelerou várias novidades, mas não dispensa seu clássico no final de semana

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções