Marca de luxo da Chery, Exeed começa expansão internacional

Dois SUVs de estreia, o TX e o TXL, devem estrear no Oriente Médio e na Rússia. Brasil está nos planos, como antecipou o grupo CAOA
Exeed TXL 2020

Exeed TXL 2020 | Imagem: Divulgação

Os planos da Chery de lançar uma marca de luxo global começam a surgir fora da China. A Exeed, uma espécie de Lexus da montadora chinesa, foi criada em 2017 e até compareceu ao Salão de Frankfurt daquele ano, mas agora de fato a marca inicia sua expansão internacional.

Nesta semana, uma série de anúncios da Exeed e também da Chery passaram a ser vistos no Terminal 3 do Aeroporto de Dubai, o mais movimentado do Oriente Médio. A intenção é marcar a breve chegada dos dois modelos já conhecidos da marca, os SUVs TX e TXL, e que também já tem estreia confirmada na Rússia, outro mercado que o grupo chinês já ambiciona.

Com porte de um Hyundai Santa Fe, o Exeed TX foi o primeiro carro da marca. Ele foi projetado graças à parceria com a Jaguar Land Rover que deu origem á plataforma M3X. O motor que equipa o utilitário esportivo é um 1.6 TGDI, turbo com injeção direta com 197 cv de potência e transmissão de dupla embreagem e sete marchas.

Já o TXL é ainda maior, com capacidade para sete ocupantes e entreeixos alongado. Ambos têm tração integral e uma versão híbrida. Entre os itens de série estão seis airbags, controle de cruzeiro adaptativo, câmeras panorâmicas, teto panorâmico, sistema multimídia com tela de dez polegadas, luzes LED, ar-condicionado de duas e um sistema inteligente desenvolvido em parceria com a gigante chinesa de TI Baidu que inclui reconhecimento de voz inteligente, navegação com realidade aumentada e sistema de pagamento online por reconhecimento facial.

Nos planos da CAOA Chery

"Foram 10 anos para a Chery tornar realidade a idéia de fabricar o Exeed TX, o que envolveu vários profissionais de automóveis de mais de 10 países", afirmou Yin Tongyue, presidente do conselho da Chery Automobile em janeiro durante o início da produção do modelo.

O Exeed TX e seu irmão estrearam uma nova fábrica na cidade de Wuhu com capacidade para produzir 100 mil veículos por ano e que possui uma porcentagem de automação de nada menos que 92%. Na unidade serão fabricados, além dos dois SUVs, um utilitário esportivo compacto e sedans compactos e médios – todos com propulsão convencional, híbrida e 100% elétrica.

A ambição da Chery é tão grande que a Exeed deve quebrar o tabu de vingar na Europa, um dos mercados mais reticentes aos chineses. Tentativas amadoras de lançar carros no continente acabaram fracassadas.

Com presença crescente após a parceria com a CAOA, a Chery também lançará a Exeed em nosso mercado, a princípio em 2019, mas é provável que isso só venha a ocorrer em 2020. O presidente do grupo brasileiro já havia adiantado meses atrás que a chegada da nova marca está confirmada por aqui. Até mesmo registros de patentes foram feitos no INPI, indicando que o processo de homologação está a caminho.

A receita de buscar o mercado de luxo tem dado certo com outras montadoras, sobretudo as sul-coreanas. Em vez de tentarem convencer consumidores de poder aquisitivo mais baixo e cultivar uma imagem de produtos simples, Hyundai e Kia miraram no alto, lançando automóveis mais sofisticados, resistentes, porém, acessíveis. O resultado veio por meio da mais eficiente ferramenta de marketing do mundo, o “boca a boca”.

Recomendados por donos satisfeitos, foi fácil convencer mais gente a comprá-los. É esse o caminho que a Chery e a Exeed querem trilhar.

Exeed TXL 2020
Exeed TXL 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!