Mercedes Classe A 2019 estreia na Europa

Modelo investe em tecnologia e quer se tornar a referência em conectividade na categoria
Mercedes-Benz Classe A 2019

Mercedes-Benz Classe A 2019 | Imagem: Divulgação

Modelo que conta com boa aceitação e liderou a categoria dos hatches médios de luxo no Brasil em 2017, o Mercedes-Benz Classe A acaba de estrear na Europa sua quarta geração. Para enfrentar a concorrência de BMW Série 1 e Audi A3, a Mercedes-Benz tratou de focar em um dos atributos que está ganhando cada vez mais relevância por parte dos consumidores: a conectividade.

Coube ao novo Classe A 2019 estrear a mais avançada central multimídia da Mercedes-Benz no momento. Chamada de MBUX (Mercedes-Benz User Experience), a novidade tem como objetivo “criar uma conexão emocional entre o veículo, motorista e passageiros”, destaca a alemã.

Para isso, o novo Classe A também apresenta ao mundo uma nova configuração de painel de instrumentos e console central que será aplicada nos demais modelos da marca. Dependendo da versão, o painel de instrumentos e a tela da central multimídia são substituídos por conjuntos de dois displays de 7” cada, ou um conjunto formado por uma tela de 7” combinada com outra de 10,25” ou duas telas de 10,25”.

As peças ficam na parte superior do painel, com um aspecto flutuante e reúnem ali as informações do carro. Para realçar esse lado “emocional” da nova central multimídia MBUX, o sistema pode ser operado por meio de controles de voz. Como é possível ver no vídeo, basta dizer o comando “hey Mercedes” para que você possa operar o MBUX. Também é possível operar a central multimídia por meio de um console touchpad. A MBUX reúne o navegador, pode tirar dúvidas do motorista acessando o manual do carro, opera aplicativos do smartphone, dentre outros. 

Indo para o lado técnico, o Classe A em sua quarta geração cresceu nas dimensões e, segundo a Mercedes, oferece mais espaço para ombros, joelhos e cabeça dos passageiros. O porta-malas, por sua vez, foi ampliado em 29 litros e agora pode acomodar até 370 litros de bagagem, volume bom para um hatch médio. O porta-malas também oferece uma abertura 20 cm maior e cresceu 11,5 cm no comprimento, o que ajuda a carregar objetos maiores.

Um salto importante no campo da eletrônica embarcada é que o novo Classe A passa a trazer uma série de equipamentos de condução semiautônoma e assistência ao motorista antes reservados à modelos mais caros como o próprio Classe S, o sedã topo de linha da marca.

Já equipado com vários radares e câmeras, o hatch é equipado com o Active Distance Assist Distronic, piloto automático adaptativo da marca que é capaz de adaptar a velocidade do carro até mesmo ao se aproximar de cruzamentos, dentre outras situações; frenagem de emergência autônoma e o interessante Active Lane Change Assist, que é capaz de realizar uma mudança de faixa automaticamente bastanto ao motorista apenas dizer para onde deseja a manobra ao acionar as luzes de direção. O pacote é ainda mais amplo e contempla várias outras funcionalidades.

No lançamento europeu, o Classe A 2019 contará com dois novos motores a gasolina, no caso o interessante 1.4 turbo com injeção direta e sistema de desativação dos cilindros de acordo com a solicitação do propulsor. Ele estará presente na configuração A 200 e entrega 165 cv e 25,4 kgfm de torque trabalhando em conjunto com a transmissão de dupla embreagem com 7 marchas.

Além do 1.4, o novo Classe A também chegará ao mercado europeu na versão A 250 trazendo o 2.0 turbo de 227 cv e 35,6 kgfm de torque também com a mesma transmissão de dupla embreagem presente no A 200.

O novo Classe A, contudo, só fica devendo mesmo pela suspensão por eixo de torção na versão A 200, sendo que o A 250 já utiliza configuração multibraço.

Procurada pelo Autoo, a Mercedes ainda não se posicionou sobre a data de lançamento do novo Classe A no Brasil, porém é bem possível que até o fim deste ano o hatch atualizado chegue por aqui.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!