A MINI revela nesta semana seu primeiro modelo com propulsão totalmente elétrica em toda história da marca.

Chamado de MINI Electric, a fabricante anuncia que ele terá nível de desempenho semelhante ao do atual MINI Cooper S sem queima uma gota de combustível. Para tanto o compacto conta com o mais recente motor elétrico desenvolvido pelo grupo BMW, que entrega 186 cv (184 hp) e 27,5 kgfm de torque. Segundo dados da MINI, seu primeiro modelo elétrico acelera de 0 a 100 km/h em apenas 7,3 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada em 150 km/h.

A bateria do modelo é composta por 12 módulos de células de íon-lítio arranjados em um formato de “T”, percorrendo a região central do hatch e parte inferior do banco traseiro. A capacidade do conjunto é de 32,6 kWh, suficientes para uma autonomia na casa de 200 km para o compacto elétrico.

Para ampliar o alcance do MINI Electric, a novidade conta com os modos GREEN, que suaviza as respostas do acelerador, e GREEN+, que limita ou até mesmo desativa recursos como o ar-condicionado para preservar a energia da bateria.

O MINI Electric contará com dois soquetes de carregamento, um residencial e outro voltado para uso em pontos públicos. Em estações de recarga rápida, como uma que trabalhe com corrente contínua de 50 kW de potência, será possível carregar até 80% da bateria em 35 minutos.

Bem equipado, o MINI Electric contará com recursos tais como assistente de estacionamento, head-up display, sistema de som Harman-Kardon, entre outros. Na Europa, o preço da novidade será de 30.400 euros, cerca de R$ 130.000 sem contar os tributos e custos de importação. Ainda não existe previsão de chegada do modelo ao Brasil, mas sabe-se que ele só começará a chegar efetivamente aos mercados onde será comercializado a partir de março de 2020. 

MINI Electric
MINI Electric
Imagem: Divulgação

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/