Mirando nos ''aventureiros'', JAC T40 chega ao mercado por R$ 58.990

Modelo está confirmado para inaugurar a fábrica da marca no Brasil prevista para 2019
JAC T40 2018

JAC T40 2018 | Imagem: Divulgação

Ainda com uma participação discreta no mercado e muito abalada pelo Inovar-Auto, regime automotivo que dificultou muito a vida das marcas que comercializavam carros importados no Brasil, a JAC revelou nesta terça-feira (1º) uma de suas apostas para aproveitar o ritmo de melhora da economia brasileira e, com a chegada do programa Rota 2030 no início de 2018, tentar retomar os números de venda que obteve quando desembarcou por aqui.

Como não poderia ser diferente, a JAC investiu em um SUV/crossover compacto para atrair a atenção dos brasileiros à sua rede de concessionárias. Fruto de um projeto encabeçado pelos importadores da marca ao Brasil, que bancaram parte do desenvolvimento da novidade com um aporte de US$ 20 milhões, o inédito T40 nasceu como um hatch mas no meio do caminho ganhou ares de SUV compacto para disputar mercado com modelos como o Hyundai HB20X, Renault Sandero Stepway e outros “aventureiros” que encontramos hoje no mercado.

É por isso que o modelo chega com um valor bem competitivo no mercado. Tabelado em R$ 58.990, em primeiro lugar a JAC oferecerá o T40 apenas em sua configuração mais completa, chamada de “Pack 3” e que conta com recursos como central multimídia com tela de 8” e câmera de ré e uma peculiar câmera frontal que permite gravar tudo o que ocorre logo a frente do carro, algo comum na Rússia e alguns mercados asiáticos. Para utilizá-la, basta colocar um cartão de memória e acionar o dispositivo, que também pode gravar o som da cabine caso o proprietário assim deseje.

Em novembro, a JAC vai disponibilizar o T40 de entrada, na configuração chamada de “Pack 2”, que terá preço sugerido de R$ 56.990 e se diferencia apenas por não oferecer a central multimídia e a câmera frontal, trazendo de fábrica um rádio convencional. 

Mesmo na opção de R$ 56.990, o JAC T40 é um modelo bem completo, como manda a cartilha chinesa, e conta por esse valor com os controles de tração e estabilidade, sensor de estacionamento traseiro, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, luzes diurnas de LED, trio elétrico, ar-condicionado, direção elétrica, acendimento automático dos faróis, volante revestido de couro, rodas de liga leve aro 16”, dentre outros recursos.

O único opcional do T40, independente do catálogo “Pack 2” ou “Pack 3”, será o teto com película preta ou prata, o que acrescenta R$ 1.990 no preço do modelo. O modelo traz sob o capô o mesmo conjunto mecânico do T5, no caso o motor 1.5 16V flex com até 127 cv e 15,7 kgfm de torque com etanol. O câmbio é o manual de 5 marchas.

Além de trazer melhoras no acabamento do que estávamos acostumados encontrar nos carros chineses, o JAC T40 estenta até mesmo revestimento de couro no painel. A JAC também destaca como atributos do modelo as dimensões generosas da carroceria. Com 4,13 m de comprimento e 1,75 m de largura, o modelo de fato mostra espaço suficiente para 4 adultos com conforto e o porta-malas de 450 litros supera a maioria dos concorrentes.

A meta da JAC é comercializar algo em torno de 300 unidades ao mês do modelo, o que pode ser considerado um volume bem relevante levando em conta que a JAC encerrou 2016 com 2.691 unidades emplacadas. Segundo Sergio Habib, presidente da JAC Motors do Brasil, a limitação imposta pelas cotas de importação impede que a importadora traga mais unidades ao país. A JAC também tem nos planos oferecer o T40 automático no Brasil, que contará com a mesma transmissão CVT presente também no JAC T5, porém só a partir de 2018. “Nós precisaremos esperar que o Rota 2030 entre em vigor em janeiro do próximo ano para que, sem o regime de cotas, a gente tenha mais liberdade em termos de volume de importação. Só assim conseguiremos trazer o T40 automático, que vai custar R$ 5.000 a mais do que a opção manual”, explica o empresário. 

Habib também fez outro anúncio importante envolvendo o JAC T40: ele será o primeiro modelo que deverá sair da fábrica que a JAC pretende erguer no Brasil. "Dentro de 18 meses ele será o modelo que vai inaugurar nossa linha de montagem brasileira", garante o presidente da JAC Motors do Brasil. 

O AUTOO trará ainda nesta semana nossa avaliação do modelo apresentando mais detalhes sobre o JAC T40. Acompanhe!

Assine a newsletter semanal do AUTOO!
Tags