Mitsubishi confirma aposentadoria do Lancer Evo X

Linha 2015 será a última do esportivo; marca quer concentrar esforços em modelos sustentáveis

Mitsubishi Lancer Evolution X 2015 | Imagem: Divulgação

A tendência dos automóveis ecológicos deverá "sufocar" modelos de outros segmentos dentro da linha das montadoras. A japonesa Mitsubishi, por exemplo, anunciou recentemente que concentrará seus esforços no desenvolvimento desse tipo de veículo. Por conta disso, o icônico Lancer Evolution X, introduzido na gama da empresa na década de 1990, deixará de ser produzido em breve. O anúncio foi feito juntamente com o lançamento da linha 2015 do sedã esportivo.

Na nova versão, o Mitsubishi Lancer Evolution X recebeu pequenas novidades, que se resumem a repetidores de seta integrados nos retrovisores externos e espelhos laterais com aquecimento. Por dentro, há um novo porta-copos com tampa. A lista de equipamentos também recebeu alterações.

Avaliação: Mitsubishi Lancer Evo X, do vídeo-game para às pistas

A versão de acabamento MR agora conta de série com detalhes em cromado, sensor de chuva e acendimento automático dos faróis. O esportivo asiático ganhou também um novo pacote para a versão GSR, batizado de Premium, que inclui teto solar elétrico, reforço no revestimento acústico da cabine, acabamento em couro, detalhes em preto piano, bancos dianteiros com aquecimento e sistema de som Rockford Fosgate com nove alto-falantes.

De resto continua tudo igual. O três-volumes é equipado com o motor 2.0 litros turbo de quatro cilindros, capaz de entregar 295 cv a 6.500 rpm e 41,5 kgfm de torque, disponível a 4.000 rotações, com direito a transmissão manual de cinco velocidades ou automatizada Twin-Clutch Sportronic Shift Transmission (TC-SST) de seis marchas e dupla embreagem, além do sistema Super All-Wheel Control, uma tecnologia da Mitsubishi para tração nas quatro rodas.

Voltando para o assunto do fim de linha do Lancer Evolution X, de acordo com a própria Mitsubshi, não há planos de projetar um novo sedã de alta performance movido a gasolina com tração integral para ocupar o lugar deixado pelo modelo. A intenção da marca é introduzir tecnologias elétricas em modelos esportivos.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!