Nissan Frontier argentina terá melhorias em relação à mexicana

Picape média receberá um revisão em 9 pontos ao mudar a procedência para o mercado local
Nissan Frontier 2017

Nissan Frontier 2017 | Imagem: Divulgação

Que as “irmãs” Nissan Frontier, Renault Alaskan e Mercedes-Benz Classe X serão produzidas na Argentina isso não é segredo para ninguém. Contudo, como a sua representante na categoria já estava um pouco defasada e havia uma certa pressa para lançar a nova geração por aqui, a Nissan buscou abastecer o mercado brasileiro com a Frontier importada do México enquanto os hermanos preparam sua linha de montagem.

Já neste semestre a previsão é que as primeira unidades da Nissan Frontier argentina saiam da linha de montagem em Córdoba e a boa notícia é que a picape receberá melhorias em relação ao modelo mexicano.

Segundo noticia o Argentina Autoblog creditando um comunicado da própria Nissan por lá, a Nissan Frontier receberá ao todo 9 melhorias com a troca de procedência para o comércio em nossa região, porém mantendo a configuração de cabine dupla e o conjunto mecânico, hoje com o 2.3 biturbo diesel e o câmbio automático de 7 marchas destinado ao Brasil.

Na lista de aprimoramentos para a Frontier argentina figuram itens como a introdução de uma versão ainda mais equipada para a picape, que deverá ostentar alguns detalhes estéticos exclusivos e melhor nível de acabamento.

Além disso, o conjunto de suspensão será revisado com o objetivo de melhorar o conforto ao rodar e o comportamento dinâmico. Os sistemas elétrico, eletrônicos e de ar-condicionado também receberão aprimoramentos, bem como a Frontier argentina pode estrear mais airbags colocados na cabine para aprimorar a segurança.

Como um apelo em relação à Toyota Hilux, a picape média queridinha dos brasileiros, a Nissan promete validar exaustivamente os componentes da Frontier argentina para que ela se torne uma nova referência em durabilidade no segmento. Nessa mesma linha, outro ponto que a Frontier “regional” será mais trabalhada diz respeito às exigências dos terrenos da América do Sul, que mesclam áreas de grandes altitudes. Com isso, a ideia é ganhar também consumidores que destinam a picape a aplicações pesadas, como é o caso do setor de mineração, empresas petrolíferas, dentre outros.

O nível de ruído da Frontier argentina também será revisto em relação à mexicana, com a Nissan prometendo ganhos nessa área, bem como a vedação da carroceria será reforçada para encarar o maior nível das chuvas em nossa região. Com tudo isso, a Nissan espera conferir mais competitividade para a Frontier em um segmento que promete ficar cada vez mais disputado nos próximos meses. Vamos acompanhar de perto as evoluções na picape!  

Assine a newsletter semanal do AUTOO!