Nissan Juke, a nova fronteira dos crossovers

De porte compacto, modelo mescla como nunca as virtudes do carro nascido para divertir

Nissan Juke | Imagem: Nissan

A Nissan costuma ser comedida em matéria de design. A maior parte de seus carros segue a receita básica, sem grandes ousadias. Mas há algumas exceções. O cupê 370Z e o crossover Murano estão entre elas. Agora acrescente mais uma, o Juke.

Versão de produção do conceito Qazana, o Juke é um crossover compacto que nasce para combater modelos como o Soul, da Kia, e o novo Mini Countryman. Regra básica para isso é ser divertido. Quase não há soluções monótonas no carro, seja nos faróis quádruplos, nos para-lamas largos ou, então, no interior aconchegante e alegre ao mesmo tempo.

A Nissan, no entanto, resolveu equipar o Juke como carro de gente grande: suspensão multilink, ESP e tração integral estão incluídos além de um motor 1.6 com injeção direta de combustível e turbo. Mas haverá versões mais simples e baratas à venda na Europa, claro.

Mas não espere por um veículo barato. A Nissan pretende vendê-lo com várias opções de personalização na linha dos carros premium. O Juke estará presente no Salão de Genebra que começa nas próximas semanas.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!