Corridas de carro poderiam ser organizadas com menos peso na consciência ambiental daqui a alguns anos. Pelo menos no que dependesse da Nissan: a marca japonesa apresentará no Salão de Nova York (que abre as portas na próxima sexta-feira e vai até 1° de maio) o Leaf Nismo, variante para as pistas do seu elétrico.

A propulsão continua a cargo de um motor elétrico abastecido por baterias de íon de lítio. Mas as semelhanças acabam aí: o Leaf Nismo não tem portas traseiras, carpete, sistemas de navegação e som, enquanto a bateria foi deslocada para o centro do veículo, para ajudar na distribuição de peso. Construído em fibra de carbono, o Leaf Nismo é mais curto, largo e 40% mais leve.

No entanto, o elétrico para as pistas é apenas um protótipo, que não será usado nas pistas efetivamente – embora a Nissan admita que possa criar uma categoria de emissão zero de poluentes futuramente. Se caso fosse para os circuitos, o Nissan Leaf Nismo chegaria aos 100 km/h em apenas 6,8 segundos e atingiria a velocidade máxima de 150 km/h, graças à potência de 107 do seu motor.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Rodrigo Mora

|