No intervalo de R$ 70 mil a R$ 90 mil, francesas lideram depreciação

Suzuki Jimny, por sua vez, é o que menos perdeu valor dentro do intervalo de preço
Peugeot 2008 2018

Peugeot 2008 2018 | Imagem: Divulgação

A KBB Brasil divulgou nesta quinta-feira (2) mais um interessante estudo avaliando a depreciação anual de alguns mercados. Dessa vez a pesquisa diz respeito aos modelos e versões mais e menos depreciados considerando o ano de 2018 e somente reunindo veículos com preços entre R$ 70 mil e R$ 90 mil, fatia que reúne muitos modelos desejados pelos consumidores.

Na parte boa da lista, ou seja, os modelos menos depreciados considerando os 12 meses de 2018, o Suzuki Jimny aparece como uma surpresa, liderando a lista com uma perda de apenas 3,07% em seu valor de mercado. Segundo a KBB Brasil, o modelo na versão 4Sport custava R$ 72.000 ainda 0 km no início de 2018 e terminou o ano valendo R$ 69.789.

O Jimny 4Sport é seguido pelo Honda City LX 1.5 16V CVT, que deprecia 3,56% no mesmo período. A terceira posição - última que apresenta um índica abaixo de 5% - fica com a francesa Peugeot. O modelo 308 Griffe THP 1.6 16V Tiptronic contabiliza uma perda de 4,54%. A quarta posição vai para a versão topo de linha do Volkswagen Virtus, a Highline 200 TSI, que conta com uma depreciação de 5%.

Após o Virtus Highline aparecem a Chevrolet S10 Advantage cabine dupla (-5,67%), Suzuki Jimny 4Work (-5,73%), Suzuki Vitara 4All (-5,97%), Honda Civic Sport (-6,11%), Honda City EX (-6,23%) e o Volkswagen Virtus Comfortline (-6,29%) completando a lista dos 10 modelos menos depreciados em 2018 dentro do intervalo de R$ 70.000 a R$ 90.000.

Francesas lideram depreciação

Entre os carros mais depreciados em 2018 considerando o intervalo de preço da pesquisa, 90% deles são das marcas Peugeot, Renault e Citroën, aponta o estudo da KBB Brasil.

O Peugeot 2008 figura nas duas primeiras posições do ranking dos mais depreciados com as versões Allure THP 1.6 16V automático e Crossway 1.6 16V automático, seus índices de depreciação são de 25,83% e 25,65% no primeiro ano de uso, respectivamente. Além deles, o Allure 1.6 16V FLEX mecânico está na nona posição, com queda de 20,55% de seu valor original, e o GRIFFE THP 1.6 FLEX mecânico em décimo lugar, com 20,44% de redução em seu valor.

Em terceiro lugar, o Renault Duster Dynamique 2.0 16V apresenta uma depreciação de 22,01%. O Duster Dynamique também aparece na sétima e na oitava posição com as configurações Dynamique 2.0 16V automática, com queda de 20,93%, e Dynamique 4X4 2.0 manual, depreciando 20,80%.

Na lista ainda figuram o Citroën C4 Lounge Origine 1.6 THP flex, com depreciação de 21,7%, ocupando a quarta posição do ranking. Único modelo de uma marca não francesa, o Ford Focus Fastback SE 2.0 PowerShift perdeu 21,2% de valor ao longo de 2018, o que lhe conferiu a 6ª posição no ranking dos modelos de R$ 70 mil a R$ 90 mil que mais perderam valor ao longo de 2018.  

 

Peugeot 2008 2017
Peugeot 2008 2017
Imagem: Divulgação

 

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!