Nos EUA, Toyota Sienna 2021 mostra como as minivans ainda podem enfrentar os SUVs

Modelo contará com propulsão híbrida e terá até aspirador integrado na cabine
Toyota Sienna 2021

Toyota Sienna 2021 | Imagem: Divulgação

Se aqui no Brasil os SUVs acabaram com segmentos como o das station wagons, monovolumes e hatches médios, em países com mercados mais maduros e de maior poder aquisitivo, as minivans ainda encontram brechas para se manterem vivas como os carros familiares por excelência.

Mesmo nos EUA, onde utilitários esportivos e picapes despontam na preferência do público, a Toyota não só investe em minivans como apresentou nesta segunda-feira (18) a nova geração da Sienna trazendo excelentes novidades.

Que os SUVs são em grande parte versáteis no uso isso é inegável, porém quando colocados ao lado de uma minivam como a Sienna 2021 é possível constatarmos como as soluções desse tipo de modelo ainda são dificilmente igualadas por outro tipo de carroceria, o que ainda confere uma certa sobrevida às minivans.

Toyota Sienna 2021
Toyota Sienna 2021
Imagem: Divulgação

Em sua quarta geração, a Toyota Sienna oferecerá diferenciais como a segunda fileira de assentos com poltronas no formato “capitão” dotadas também de aquecimento, monitor de 10” para os passageiros no banco traseiro, sistema de som com 12 alto-falantes, engate traseiro com suporte a uma tomada de 120V para conectar equipamentos de camping, entre outros. Para facilitar a vida de pais e mães, a Sienna 2021 traz até refrigerador e um inusitado aspirador integrado à cabine, uma ótima ajuda para recolher todas as sujeiras e restos de alimentos que as crianças podem deixar por ali.

Baseada agora na mesma plataforma de Camry e RAV4 (GA-K), a Sienna 2021 mantém a silhueta clássica de uma minivan, porém evoluiu consideravelmente no conjunto mecânico. Assim como no SUV médio também oferecido aqui, a minivan passa a contar com o powertrain híbrido composto pelo motor 2.5 a gasolina trabalhando em conjunto com outros dois propulsores elétricos. O sistema oferece 246 cv de potência combinada e consumo médio estimado em 14 km/l, valor elogiável considerando o porte da minivan.

Interessante destacar que a Sienna híbrida, assim como o RAV4, conta com tração integral graças ao conjunto propulsor híbrido. A Toyota explica que o sistema pode tracionar apenas as rodas dianteiras em situações de velocidade constante ou enviar até 80% do torque para as rodas traseiras em vias de baixa aderência, melhorando o comportamento dinâmico em curvas e favorecendo a segurança ao volante.

O uso de uma plataforma moderna como é o caso também permitiu que a Sienna 2021 ganhasse bem mais tecnologia embarcada, oferecendo recursos como a frenagem autônoma, piloto automático adaptativo, assistente de permanência em faixa, farol alto automático, entre outros. Há também o necessário sistema de câmera 360º, chamado pela marca de Bird’s Eye View Camera com o scanner de perímetro (Perimeter Scan), que permite controlar tudo o que ocorre ao redor da minivan, inclusive se não há nenhuma criança ou animal de pequeno porte ao redor do veículo. 

Uma pena que, aqui no Brasil, modelos como a Toyota Sienna chegariam com um preço elevado demais e dificilmente conseguiriam despontar como alternativas viáveis aos SUVs premium. Uma Kia Grand Carnival, por exemplo, custa R$ 299.990 no país. Muito foi falado sobre a possibilidade da FCA trazer a Chrysler Pacifica para o Brasil, modelo que inclusive chegou a figurar em uma edição do Salão de São Paulo, mas a questão cambial e a baixa procura desses modelos por aqui não tornam a importação viável. De qualquer forma, ao menos nos EUA e alguns mercados selecionados, produtos como a Toyota Sienna mostram que a proposta singular das minivans ainda tem como fazer frente aos SUVs.

 
Assine a newsletter semanal do AUTOO!